• RSS
  • Imprimir
  • Enviar para um amigo

Glossário

Aqui você pode obter todas as informações de Investimentos na OI

2G - Telefonia móvel de segunda geração - padrão digital de telefonia móvel, sucessor do padrão analógico.

3G - Telefonia móvel de terceira geração - padrão tecnológico sucessor do 2G, estabelecido de acordo com as normas da União Internacional de Telecomunicações, que permite, entre outras funções, o acesso móvel à internet por Banda Larga.

4G - Telefonia móvel de quarta geração - o 4G estará baseada totalmente em IP podendo alcançar velocidades de acesso entre 100 Mbps em movimento e 5 Gbps em repouso, mantendo uma qualidade de serviço de alta segurança.

AÇÃO - Título negociável, que representa a menor parcela em que se divide o capital de uma empresa.

AÇÃO COM VALOR NOMINAL - Ação que tem um valor estabelecido pelo estatuto da empresa.

AÇÃO ESCRITURAL - Ação nominativa sem a emissão de certificados, registrada em conta de depósito de seu titular, na instituição depositária designada.

AÇÃO ORDINÁRIA - Tipo de ação que confere ao titular os direitos essenciais do acionista, especialmente participação nos resultados da companhia e direito a voto nas assembléias da empresa. Cada ação ordinária corresponde a um voto na Assembléia Geral. A nova Lei das Sociedades Anônimas dá direito ao acionista minoritário detentor de ações ON receber, no mínimo, 80% do valor pago pelo controlador em caso de venda do controle (tag along).

AÇÃO PREFERENCIAL - As ações preferenciais (PN) conferem ao titular prioridades na distribuição de dividendo, fixo ou mínimo, e no reembolso do capital. Entretanto, as ações PN não dão direito a voto ao acionista na Assembléia Geral da empresa, ou restringem o exercício desse direito. Na troca de controle, o tratamento é distinto para os acionistas detentores de ações PN.

AÇÃO SEM VALOR NOMINAL - Ação para o qual não se convenciona valor de emissão, prevalecendo o preço de mercado por ocasião do lançamento.

ACESSO - Conjunto de meios físicos ou lógicos pelos quais um usuário é conectado a uma rede de telecomunicações.

ACESSO DEDICADO - Conexão entre um telefone ou sistema telefônico (como DAC) e uma operadora de longa distância ou de serviços de telecomunicação de valor adicionado por meio de uma linha dedicada. Todas as chamadas daquela linha são roteadas automaticamente para uma linha específica que leva direto ao equipamento existente na operadora, de modo que chamadas entre diferentes escritórios podem ser
realizadas apenas com discagem de um ramal, como se fossem ligações internas.

ACESSO DISCADO - Forma de conexão realizada por meio de linha telefônica.

ACESSO MÚLTIPLO - Consiste no compartilhamento de um equipamento por diversas chamadas.

ACESSO REMOTO - Habilidade de conexão com uma rede à distância.

ACIONISTA - Possuidores de ações de uma sociedade anônima.

ACIONISTA CONTROLADOR - Pessoas, física ou jurídica, ou grupo de pessoas, vinculadas por acordo de voto, ou sob controle comum, que dirigem as atividades de uma companhia.

ACIONISTA MAJORITÁRIO - É como se designa o acionista que detém uma quantidade de ações com direito a voto e lhe garante o controle acionário de uma empresa.

ACIONISTA MINORITÁRIO - Aquele que detém uma quantidade não expressiva de ações de uma empresa.

AÇÕES EM CIRCULAÇÃO: quantidade de ações de uma empresa disponível para negociação livre em mercado de capitais, ou seja, são todas as ações de emissão da companhia exceto aquelas: de titularidade do acionista controlador, de seu cônjuge, companheiro(a) e dependentes incluídos na declaração anual de imposto de renda; em tesouraria; de titularidade de controladas e coligadas da companhia, assim como de outras sociedades que com qualquer dessas integre um mesmo grupo de fato ou de direito; de titularidade de controladas e coligadas do acionista controlador, assim como de outras sociedades que com qualquer dessas integre um mesmo grupo de fato ou de direito

ADR - American Depositary Receipts (ou recibos de depósitos de ações) negociados na bolsa de valores de Nova Iorque.

ADSL - Asymmetric Digital Subscriber Line, que é a tecnologia digital desenvolvida para permitir a comunicação de dados em banda larga, com maior velocidade que o acesso discado convencional, tendo como característica principal uma velocidade de envio e recebimento de dados significativamente maior que a velocidade de envio e recebimento de dados através da própria linha telefônica do usuário.

ADSL2 - Tecnologia de transmissão de dados que permite conexões por linhas telefônicas a velocidades superiores à ADSL, em até 24 Mbps em download (baixa de arquivo) e 1 Mbps em Upstream, sendo superior à tecnologia predecessora ADSL.

AFTER MARKET - Nome dado ao pregão eletrônico que ocorre à noite, após o fechamento do pregão regular da bolsa. Nesse mercado, só podem ocorrer operações à vista.

AGE - Sigla para Assembléia Geral Extraordinária. Nome dado à reunião de acionistas, convocada para deliberar sobre qualquer matéria de interesse dos acionistas. Sua convocação depende das necessidades específicas da empresa.

AGENTE DE MERCADO - Pode ser Profissional Pessoal Física: que atua nos mercados financeiros e de capitais, prestando serviços a investidores (corretora, analista, administrador de carteira de títulos, agente autônomo, entre outros); Pessoa Jurídica: Instituições que direta ou indiretamente tem relações com os mercados financeiros e de capitais (bancos, corretoras, entidades de classe, bolsa de valores, órgãos reguladores, entre outros).

ÁGIO - Diferença, a maior, entre o valor pago e o valor nominal do título

AGO - Sigla para Assembléia Geral Ordinária. Esta é a reunião de acionista que a diretoria de uma sociedade anônima é obrigada a convocar periodicamente. Nesse encontro, se apresentam os resultados da companhia naquele período, além da votação dos relatórios de diretoria e eleição do conselho de administração. É obrigatório que ocorra uma assembléia geral até quatro meses após o encerramento do exercício social.

AICE - Acesso Individual de Classe Especial.

ALAVANCAGEM - Nível de utilização de recursos de terceiros, relativamente aos recursos próprios ou à geração de caixa, visando aumentar as possibilidades de lucro de uma empresa, aumentando conseqüentemente, o grau de risco da operação.

AMORTIZAÇÃO - Redução gradual de uma dívida por meio de pagamentos periódicos, combinados previamente entre credor e devedor.

ANÁLISE DE BALANÇO - É o estudo das demonstrações financeiras de uma empresa para avaliar sua situação econômica e financeira. O analista confronta os elementos patrimoniais, utilizando-se dos dados dos balanços da empresa para avaliação qualitativa e quantitativa.

ANÁLISE DE CRÉDITO - É o estudo feito pela instituição de crédito para comprovar se o solicitante de crédito tem capacidade de pagamento. Essa análise é fundamental para a definição do valor máximo que pode ser emprestado.

ANALÓGICO - Modo de transmissão no qual os dados são representados por um sinal elétrico variando continuamente, transmitido por linha telefônicas comuns. Palavra usualmente empregada para aparelhos eletrônicos que trabalham com variações contínuas de sinais elétricos. Estas variações são, em geral, proporcionais (análogas) a outros fenômenos. Por exemplo, as variações na pressão do ar provocadas por sons como os de instrumentos musicais.

ANATEL - (Agência Nacional de Telecomunicações) Órgão ligado ao Ministério das Telecomunicações, encarregado da regulamentação do mercado e dos serviços do setor no Brasil.

ANTENA - É o elemento de irradiação das ondas de rádio do telefone celular. Está presente tanto nos telefones portáteis e transportáveis como instalada nos automóveis.

ÁREA DE COBERTURA - Extensão territorial atingida pelos sinais de uma estação de rádio-base. Coincide com a área de uma célula.

ÁREA DE SERVIÇO - Área em que as estações móveis têm acesso ao serviço móvel celular originando e recebendo chamadas, inclusive da rede pública de telefonia.

ÁREA DE SOMBRA - Local dentro de uma área de serviço onde obstáculos, paredes, edifícios, viadutos ou montanhas bloqueiam a propagação das ondas de rádio.

ÁREA LOCAL - Área geográfica contínua de prestação de serviços, definida pela ANATEL, segundo critérios técnicos e econômicos, onde é prestado o Serviço Telefônico Fixo Comutado na modalidade Local.

ARPU - Receita média por usuário (Average revenue per user).

ASSINANTE - Pessoa natural ou jurídica que firma contrato com a Prestadora, para fruição dos serviços de telecomunicações

ATM - Asynchronous Transfer Mode (Modo de Transferência Assíncrona), que é um conjunto de protocolos de transmissão de dados em banda larga, o qual permite o uso de uma rede para vários tipos de informação (por exemplo, voz, dados e vídeo).

AUDITORIA - Exame analítico da escrituração contábil de uma empresa, ou fundo, realizada de forma independente por um auditor, sem nenhum vínculo permanente com a empresa. Quanto mais independente for o estudo, mais credibilidade ele terá no mercado.

AUDITORIA INDEPENDENTE - órgão externo à organização e isento de conflito de interesses, que tem a atribuição básica de verificar se as demonstrações financeiras refletem adequadamente a realidade da organização.

AUTORREGULAÇÃO - Conjunto de normas e procedimentos de fiscalização, criado por entidades privadas para fazer cumprir as práticas eqüitativas de mercado e manter padrões éticos nas operações de seus associados.

AUMENTO DE CAPITAL - Incorporação de reservas e/ou novos recursos ao capital da empresa. Realizado, em geral, mediante bonificação, elevação do valor nominal, das ações e/ou direitos de subscrição pelos acionistas, ou também pela incorporação de outras empresas.

BC - Sigla para Banco Central do Brasil e também pode ser chamado Bacen.

BACEN - Banco Central do Brasil.

BACKBONE - Esquema de ligações centrais de um sistema mais amplo, tipicamente de elevado desempenho. Na internet, numa rede de escala planetária, podem-se encontrar, hierarquicamente divididos, vários backbones: os de ligação intercontinental, que derivam nos backbones internacionais, que por sua vez derivam nos backbones nacionais.

BACKHAUL - Transferência de dados entre usuários distantes para a rede central.

BALANÇA COMERCIAL - Relação entre importações e exportações de um país. Se as exportações superam as importações, ocorre um superávit comercial. No caso contrário, há um déficit comercial.

BALANÇA DE SERVIÇOS - É a soma de serviços com transações nas áreas de transporte, seguros, turismo e rendimento de investimentos.

BALANÇA DE PAGAMENTOS - É o registro das transações entre pessoas e empresas, negócios e agências oficiais, residentes em um país e seus parceiros no exterior.

BALANÇO - Demonstrativo contábil dos valores do ativo, do passivo e do patrimônio líquido de uma entidade jurídica, relativo a um exercício social.

BANDA - Faixa de radiofreqüência destinada a determinado tipo de comunicação. Compreendida por duas freqüências-limite. A largura de banda é a diferença entre essas duas freqüências, independentemente de onde elas estão no espectro.

Banda A: Faixas de freqüência destinadas à telefonia celular, que serão exploradas por exploradoras públicas, como as 27 empresas do Sistema Telebrás. No sentido ERB - telefone celular, a banda A compreende:

869 MHz a 870 MHz (A");
870 MHz a 880 MHz (A"); e
890 MHz a 891,5 MHz (A").

no sentido telefone celular - ERB, a banda fica assim:

824 MHz a 825 MHz (A");
825 MHz a 835 MHz (A"); e
845 MHz a 846,5 MHz (A").

Banda B: Faixas de freqüência também destinadas à telefonia celular, que serão exploradas pela iniciativa privada, concorrendo com as operadoras da banda A. No sentido ERB - telefone celular, a banda é assim composta:

880 MHz a 890 MHz (B); e
891 MHz a 894 MHz (B‘).

no sentido telefone celular - ERB, tem-se

835 MHz a 845 MHz (B); e
846,5 MHz a 849 MHz (B‘).

BANDA LARGA - (broadband) Conceito associado a serviços ou ligações que permitem veicular, a grande velocidade, quantidades consideráveis de informação, como, por exemplo, imagens televisivas. Aplica-se a larguras de banda superiores a 2 Mbit/s, embora por vezes também se utilize para valores ligeiramente inferiores. Serviço de acesso à internet em altíssima velocidade.

BASE MONETÁRIA - Designação dada à soma de moeda em circulação no país, mais os depósitos à vista junto às autoridades monetárias.

BENCHMARK - Expressão em inglês que significa ponto de referência. É como se chama a base de comparação para um produto, um serviço, títulos ou taxas.

BENEFÍCIOS - Dividendos, juros sobre capital próprio, bonificações e/ou direitos de subscrição distribuídos, por uma empresa, a seus acionistas.

BILHETAGEM - Processo de registro dos atributos que caracterizam uma chamada telefônica, tais como o código de acesso dos assinantes de origem e destino, data, horário de início e duração.

BILHETE DE PORTABILIDADE - Documento padronizado pelo GIP (Grupo de Implementação da Portabilidade - Entidade, de caráter temporário, criada e coordenada pela Anatel, visando à implementação da Portabilidade) que registra a solicitação formulada pelo usuário e possibilita o acompanhamento de cada etapa do Processo de Portabilidade, o qual deverá ser guardado por no mínimo 5 (cinco) anos, podendo ser requisitado pela Anatel a qualquer tempo nesse intervalo.

BILL AND KEEP - Sistema em que as operadoras só pagam interconexão à outra companhia celular quando a proporção entre o tráfego entrante e sainte extrapola a faixa de 45,0% a 55,0%. Este modelo continua em prática na telefonia fixa local.

BITSTREAM - Fluxo de bits, é uma série temporal de bits.

BLUETOOTH - Especificação aberta para conexão sem fio em curta distância, via freqüência de rádio, entre computadores, celulares, micros de mão e outros dispositivos para transmissão de voz e dados.

BM&FBOVESPA - Companhia de capital brasileiro formada, em 2008, a partir da integração das operações da Bolsa de Valores de São Paulo (BOVESPA) e da Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F). É responsável pela intermediação de operações do mercado de capitais, entre elas: a negociação de ações; derivativos de ações; títulos de renda fixa; títulos públicos federais; derivativos financeiros; moedas à vista e commodities agropecuárias.

BNDES - Sigla para Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social. Instituição financeira federal criada em 1952 para fomentar o desenvolvimento de setores básicos da economia e desenvolver políticas de investimentos empresariais de longo prazo.

BOLSA DE VALORES - Entidade cujos objetivos básicos são entre outros, manter local ou sistema de negociação adequados à realização, entre seus agentes de transações de compra e venda de títulos e valores mobiliários; preservar elevados padrões éticos de negociação; e divulgar as operações executadas com rapidez; amplitude e detalhes.

BÔNUS DE AÇÕES - Bonificação em ações concedida aos acionistas quando ocorre aumento de capital de uma empresa.

BRADIES - Títulos que foram emitidos a partir de 1994 por países emergentes na renegociação de suas dívidas externas. A denominação vem de Nicholas Brady, secretário do Tesouro norte-americano e idealizador desse processo.

BROADCAST - Sistema de envio de mensagem, onde a mensagem é enviada para todos os computadores conectados a uma rede.

BUSINESS TO BUSINESS - Expressão utilizada para definir relações que acontecem entre empresas. Muitas vezes aparece como qualificativo de determinadas ações de marketing - geralmente o direto cujo público alvo são empresas.

BUSINESS TO CONSUMER - Expressão utilizada para definir as relações travadas entre empresas e consumidores, notadamente em função de vendas via varejo.

CADE - Conselho Administrativo de Defesa Econômica.

CADERNETA DE POUPANÇA - Um dos modelos de aplicação financeira mais tradicional. O investidor pode fazer aplicações que rendem em intervalos de 30 dias.

CAIXA POSTAL DE VOZ - O mesmo que voice mail ou correio de voz é uma espécie de secretária eletrônica onde recados para o usuário são gravados para posterior recuperação.

CAIXAS ECONÔMICAS - Instituições de natureza eminentemente social que concedem empréstimos e financiamentos a programas e projetos nas áreas de assistência social, saúde, educação, trabalho, transportes urbanos e esporte. Integram o Sistema Financeiro Habitacional, tendo ainda a competência de vender bilhetes de loterias e a responsabilidade de centralizar o recolhimento e a aplicação de todos os recursos do FGTS.

CALL CENTER - Central de atendimento que tem por objetivo centralizar o recebimento de ligações telefônicas, distribuindo-as automaticamente aos atendentes e possibilitando o atendimento aos usuários finais, realização de pesquisas de mercado por telefone, vendas, retenção e outros serviços por telefone.

CÂMARA DE ARBITRAGEM - É um fórum capacitado para resolver conflitos dentro do sistema financeiro, sendo um importante passo para tornar mais transparente a regulamentação do mercado e aumentar a confiança dentro do sistema financeiro.

CÂMARA DE COMPENSAÇÃO - Organização que reúne vários bancos comerciais de uma localidade com o objetivo de liquidar os débitos entre eles, compensando todos os cheques emitidos pelos clientes de cada um naquele dia.

CÂMBIO FLUTUANTE - Política cambial em que a moeda varia de acordo com oferta e procura de uma moeda conversível (normalmente dólar).

CÂMBIO LIVRE - Regime de operações cambiais que não mantém a interferência das autoridades monetárias do país. Portanto, os valores das moedas estrangeiras flutuam de acordo com o interesse que despertam no mercado.

CÂMBIO - Operação financeira que consiste em vender, trocar ou comprar valores em moedas de outros países.

CAPITAL ABERTO - Característica de uma sociedade anônima em que o capital é dividido, em forma de ações, entre vários acionistas, além dos que representam o grupo de controle. Só as empresas de capital aberto, registradas na CVM, podem negociar suas ações em bolsa de valores.

CAPITAL DE RISCO - É chamado assim a parte do capital que está investida em modelos de risco, ou seja, onde há a possibilidade de perdas e também de ganhos elevados.

CAPITAL FECHADO - Característica de uma sociedade anônima em que o capital está dividido, em forma de ações, entre acionistas, mas não estão admitidos para negociação no mercado de títulos e valores mobiliários. Uma empresa de capital fechado não pode ter suas ações negociadas em bolsa.

CAPITAL SOCIAL - Montante de capital de uma sociedade anônima que os acionistas vinculam a seu patrimônio como recursos próprios, destinados ao cumprimento dos objetivos da mesma.

CAPITAL SOCIAL SUBSCRITO A INTEGRALIZAR - Parcela de subscrição que o acionista deverá pagar, de acordo com determinação do órgão que autorizou o aumento de capital de uma sociedade.

CAPITAL SOCIAL SUBSCRITO E REALIZADO - Montante de capital social acrescido da parcela de subscrição paga pelo acionista.

CAPITAL - Soma de recursos, bens e valores mobilizados que formam um patrimônio. Recursos investidos em ativos, títulos e valores mobiliários, ou investidos em atividades econômicas, com intenção de lucro.

CAPITALIZAÇÃO - Ampliação do patrimônio via reinversão de resultados ou captação de recursos, pela emissão de açõe.

CAPU - Sigla em inglês para Cost Acquisition Per User (custo médio de aquisição de cliente). O cálculo deste índice pode levar em consideração custos com subsídio, logística, comissões de venda e Fistel de ativação.

CARÊNCIA - Período de tempo estabelecido em contrato em que o investidor não pode resgatar seus recursos, ou durante o qual está sujeito a penalizações.

CARTEIRA DE AÇÕES - É o conjunto de ações de diferentes empresas.

CARTEIRA DE TÍTULOS - Conjunto de títulos de rendas fixa e variável, de propriedade de pessoas físicas ou jurídicas.

CARTEIRA - Conjunto de títulos, valores mobiliários e contratos de um investidor ou fundo de investimento.

CAUÇÃO - Depósito de títulos ou valores efetuados para o credor, visando garantir o cumprimento de obrigação assumida.

CBLC - Sigla para Câmara Brasileira de Liquidação e Custódia. É uma sociedade anônima que presta serviços de guarda e liquidação financeira das operações realizadas na Bovespa e em outros mercados. A CBLC foi criada a partir de uma reestruturação ocorrida na Bolsa de Valores de São Paulo, em 1997.

CDB - Sigla para Certificado de Depósito Bancário, emitido pelos bancos. É uma modalidade de investimento que rende uma taxa de juro prefixada ou pós-fixada, dependendo da forma como foi negociado. Quem compra CDB empresta dinheiro a um banco em troca de um rendimento negociado, num prazo mínimo de 30 dias.

CDI - Sigla para Certificado de Depósito Interbancário. Não é apenas um indicador, é uma modalidade de aplicação que pode render tanto quanto uma taxa de juro, mas só é negociado entre bancos e, normalmente, pelo prazo de um dia. Um investidor comum não pode comprar CDIs. A taxa média diária do CDI é utilizada como um referencial para o custo do dinheiro (ou seja, os juros) e serve para avaliar a rentabilidade das aplicações em fundos.

CMN - Sigla para Conselho Monetário Nacional, um órgão deliberativo máximo do Sistema Financeiro Nacional. Ao CMN compete estabelecer as diretrizes gerais das políticas monetária, cambial e creditícia; regular as condições de constituição, funcionamento e fiscalização das instituições financeiras, e disciplinar os instrumentos de política monetária e cambial.

CNB - Sigla para Comissão Nacional de Bolsas. Associação civil sem fins lucrativos, que representa os interesses das bolsas de valores do País junto às autoridades monetária e reguladoras do mercado.

CNPJ - Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica.

CÓDIGO DE CONDUTA - manual elaborado pelos órgãos de administração de uma sociedade de acordo com os princípios e políticas definidos pelo conselho de administração, visando orientar administradores e funcionários na sua forma de conduta profissional cotidiana. O código de conduta deve também definir responsabilida des sociais e ambientais.

COFINS - Contribuição para Financiamento da Seguridade Social.

COMMODITY - Palavra em inglês que significa mercadoria. É utilizada para indicar um tipo de produto, geralmente agrícola ou mineral negociado entre importadores e exportadores. Existem bolsas de valores específicas para negociar commodities. Café, algodão, soja e petróleo são exemplos de commodities.

COMPULSÓRIO SOBRE FUNDOS DE INVESTIMENTO - O Banco Central determina que os fundos de investimento também recolham compulsório sobre os valores aplicados no fundo. Atualmente, os fundos de curto prazo recolhem 50% de compulsório, os fundos de 30 dias recolhem 5% e os fundos de 60 dias ou mais não recolhem compulsório.

COMPULSÓRIO - "Recolher o compulsório" significa a obrigação que as instituições financeiras têm de depositar no Banco Central um percentual determinado sobre o montante de seus depósitos à vista e a prazo.

COMUNICAÇÃO DE DADOS - Transferência de informações entre equipamentos, em redes locais e de longa distância, via rede telefônica, redes de pacotes ou satélite.

CONCESSÃO OU CONCESSÕES - Concessão para Prestação de Serviço Telefônico Fixo Comutado outorgada pela ANATEL.

CONCORDATA - Recurso jurídico que permite que uma empresa continue atuando mesmo quando ela admite situação de insolvência, como forma de suspensão de falência. Nesse caso, a empresa admite que é incapaz de saldar seus débitos nos prazos estabelecidos, mas se obriga a liquidar suas dívidas, segundo o que for determinado na sentença que concedeu o benefício.

CONTRATO DE CONCESSÃO - Contrato ou o conjunto de contratos, conforme o caso, firmados em 2 de junho de 1998 entre a Companhia e cada uma das antigas controladas e a ANATEL, e que regula a prestação do Serviço Telefônico Fixo Comutado na respectiva Região.

CONTRATO DE CONCESSÃO 2006 - Contrato celebrado pela Companhia com a ANATEL em 22 de dezembro de 2005, que entrou em vigor em 1º de janeiro de 2006, com vigência de 20 anos.

CONTROLE ACIONÁRIO - Posse, por um acionista ou grupo de acionistas, da maior parcela de ações, com direito a voto, de uma empresa, garantindo o poder de decisão sobre ela.

CONVERGÊNCIA - Conceito que diz respeito ao conjunto de tecnologias que contemplam a unificação das redes de voz e dados.

CONVERSÃO - Mudança das características de um título. No caso de ações, pode ser sua transformação, quanto à forma ou à espécie (de ordinárias em preferenciais ou vice-versa), dependendo de deliberação de assembléia geral extraordinária e do disposto no estatuto social de uma sociedade anônima.

COPOM - Sigla para Comitê de Política Monetária. Comitê instituído em 20 de junho de 1996 com o objetivo de estabelecer as diretrizes da política monetária e definir a taxa básica de juros. O Copom decide a meta da taxa Selic que deve vigorar no período entre suas reuniões.

CORRETAGEM - Valor cobrado pelo intermediário financeiro na compra ou venda de títulos. Chama-se taxa de corretagem.

CORRETOR - Intermediário na compra e venda de títulos.

CORRETORAS DE VALORES - São instituições autorizadas a funcionar pelo Banco Central e pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Somente as Corretoras estão habilitadas a ex.

CDMA - Code Division Multiple Access (Acesso Múltiplo por Divisão de Código) - padrão digital para telefonia celular, em que todos os telefones móveis e todas as ERBs transmitem seus sinais ao mesmo tempo e nas mesmas freqüências portadoras. Cada um dos elementos do sistema (ERBs e assinantes) possui um longo código binário exclusivo para diferenciar um do outro no lado do receptor. O código é aplicado a cada um dos bits gerados por um assinante, por exemplo. CDMA é o nome comercial da tecnologia do espalhamento espectral (spread spectrum) aplicada à telefonia celular.

CENTRAL TELEFÔNICA - Conjunto de equipamentos cujo centro é uma matriz de comutação, capazes de encaminhar ou estabelecer automaticamente chamadas telefônicas. Uma matriz de comutação por sua vez é uma máquina capaz de unir eletricamente dois pontos (no caso de telefonia, dois assinantes).

CERTIFICADO DE DEPÓSITO - Título representativo das ações depositadas em uma instituição financeira.

CESSÃO DE COTAS - Ato de transferir a titularidade das cotas de um fundo para outra pessoa.

CETIP - CETIP S.A. - Balcão Organizado de Ativos e Derivativos, câmara de registro, compensação e liquidação de negociações envolvendo determinados valores mobiliários de renda fixa, sendo integrante do Sistema de Pagamentos Brasileiro.

CHAMADA DE CAPITAL - Subscrição de ações novas, com ou sem ágio, para aumentar o capital de uma empres.

CHAMADA EM ESPERA - É um serviço que permite deixar uma ligação atual em espera e atender outra chamada.

CHINESE WALL - Termo inglês que designa a segregação (separação) de recursos entre dois operadores, para evitar situações de conflitos de interesses ou interesses concorrentes. No Brasil, o Banco Central, através da Resolução nº 2.486, de 30 de abril de 1998, estabeleceu a segregação da administração de recursos de terceiros das demais atividades da instituição.

CHIP SIM CARD ALONE - O SIM (Subscriber Identity Module) Card, ou chip como é conhecido no Brasil através das operadoras, é uma pequena placa de circuitos com a função de armazenar no terminal celular dados do usuário, como sua agenda pessoal, aplicativos e seu código de autenticação. O sim card alone, significa a venda apenas do chip (sem subsídio do aparelho).

CHURN - Termo usado para descrever a rotatividade da clientela de serviços de uma empresa. No caso dos provedores de acesso à internet e das operadoras de telecomunicação e de TV por assinatura, mede a quantidade de usuários que deixam de ser clientes de seus serviços e optam pelo concorrente.

CIRCUIT BREAKER - Expressão em inglês que significa interruptor de circuito. É a norma de proteção adotada pelas bolsas, que possibilita a interrupção imediata do pregão quando o mercado recuar ou avançar até determinado ponto em um período de tempo especificado.

CISÃO - É o processo de transferência, por uma empresa, de parcelas de seu patrimônio a uma ou mais sociedades, já existentes ou constituídas para esse fim, extinguindo-se a empresa cindida se houver versão de todo o seu patrimônio.

CISÃO TELEBRÁS - Cisão do Sistema Telebrás, ocorrida em 22 de maio de 1998, através da qual foi criada a Tele Norte Leste Participações S.A. e as antigas controladas incorporadas.

CLUBE DE INVESTIMENTO - Grupo de pessoas físicas (máximo de 150), que aplica recursos de uma carteira diversificada de ações, administrada por uma instituição financeira autorizada.

CMN - Sigla para Conselho Monetário Nacional, um órgão deliberativo máximo do Sistema Financeiro Nacional. Ao CMN compete estabelecer as diretrizes gerais das políticas monetária, cambial e creditícia; regular as condições de constituição, funcionamento e fiscalização das instituições financeiras, e disciplinar os instrumentos de política monetária e cambial.

CNB - Sigla para Comissão Nacional de Bolsas. Associação civil sem fins lucrativos, que representa os interesses das bolsas de valores do País junto às autoridades monetária e reguladoras do mercado.

CNPJ - Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica.

CÓDIGO DE CONDUTA - manual elaborado pelos órgãos de administração de uma sociedade de acordo com os princípios e políticas definidos pelo conselho de administração, visando orientar administradores e funcionários na sua forma de conduta profissional cotidiana. O código de conduta deve também definir responsabilida des sociais e ambientais.

COFINS - Contribuição para Financiamento da Seguridade Social.

COMMODITY - Palavra em inglês que significa mercadoria. É utilizada para indicar um tipo de produto, geralmente agrícola ou mineral negociado entre importadores e exportadores. Existem bolsas de valores específicas para negociar commodities. Café, algodão, soja e petróleo são exemplos de commodities.

COMPULSÓRIO SOBRE FUNDOS DE INVESTIMENTO - O Banco Central determina que os fundos de investimento também recolham compulsório sobre os valores aplicados no fundo. Atualmente, os fundos de curto prazo recolhem 50% de compulsório, os fundos de 30 dias recolhem 5% e os fundos de 60 dias ou mais não recolhem compulsório.

COMPULSÓRIO - "Recolher o compulsório" significa a obrigação que as instituições financeiras têm de depositar no Banco Central um percentual determinado sobre o montante de seus depósitos à vista e a prazo.

COMUNICAÇÃO DE DADOS - Transferência de informações entre equipamentos, em redes locais e de longa distância, via rede telefônica, redes de pacotes ou satélite.

CONCESSÃO OU CONCESSÕES - Concessão para Prestação de Serviço Telefônico Fixo Comutado outorgada pela ANATEL.

CONCORDATA - Recurso jurídico que permite que uma empresa continue atuando mesmo quando ela admite situação de insolvência, como forma de suspensão de falência. Nesse caso, a empresa admite que é incapaz de saldar seus débitos nos prazos estabelecidos, mas se obriga a liquidar suas dívidas, segundo o que for determinado na sentença que concedeu o benefício.

CONTRATO DE CONCESSÃO - Contrato ou o conjunto de contratos, conforme o caso, firmados em 2 de junho de 1998 entre a Companhia e cada uma das antigas controladas e a ANATEL, e que regula a prestação do Serviço Telefônico Fixo Comutado na respectiva Região.

CONTRATO DE CONCESSÃO 2006 - Contrato celebrado pela Companhia com a ANATEL em 22 de dezembro de 2005, que entrou em vigor em 1º de janeiro de 2006, com vigência de 20 anos.

CONTROLE ACIONÁRIO - Posse, por um acionista ou grupo de acionistas, da maior parcela de ações, com direito a voto, de uma empresa, garantindo o poder de decisão sobre ela.

CONVERGÊNCIA - Conceito que diz respeito ao conjunto de tecnologias que contemplam a unificação das redes de voz e dados.

CONVERSÃO - Mudança das características de um título. No caso de ações, pode ser sua transformação, quanto à forma ou à espécie (de ordinárias em preferenciais ou vice-versa), dependendo de deliberação de assembléia geral extraordinária e do disposto no estatuto social de uma sociedade anônima.

COPOM - Sigla para Comitê de Política Monetária. Comitê instituído em 20 de junho de 1996 com o objetivo de estabelecer as diretrizes da política monetária e definir a taxa básica de juros. O Copom decide a meta da taxa Selic que deve vigorar no período entre suas reuniões.

CORRETAGEM - Valor cobrado pelo intermediário financeiro na compra ou venda de títulos. Chama-se taxa de corretagem.

CORRETOR - Intermediário na compra e venda de títulos.

CORRETORAS DE VALORES - São instituições autorizadas a funcionar pelo Banco Central e pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Somente as Corretoras estão habilitadas a executar operações de compra e venda de ações ou de derivativos na BM&FBOVESPA.

COTA - É a fração de um fundo. Todo o patrimônio de um fundo de investimento é, na verdade, a soma de cotas que foram compradas por diferentes investidores. Todos que investem em fundos compram cotas. O comprador é chamado no mercado como cotista.

COTAÇÃO DE ABERTURA - Cotação de um título na primeira operação realizada em um dia de negociação.

COTAÇÃO DE FECHAMENTO - Última cotação de um título em um dia de negociação.

COTAÇÃO MÁXIMA - A maior cotação atingida por um título no decorrer de um dia de negociação.

COTAÇÃO MÉDIA - Cotação média de um título, constatada no decorrer de um dia de negociação.

COTAÇÃO MÍNIMA - A menor cotação de um título, constatada no decorrer de um dia de negociação.

COTAÇÃO - É o valor de qualquer ativo em oferta de compra ou venda no mercado.

CPMF - Sigla para Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira. É uma contribuição federal que é cobrada sobre o dinheiro que sai da conta corrente. O valor da CPMF é de 0,38% sobre o valor da movimentação.

CRASH - Termo em inglês que significa estrondo. A denominação é usada para designar uma forte queda nas bolsas de valores. A palavra ficou conhecida após a quebra da Bolsa de Valores de Nova York, em 24/10/1929.

CROSS-SELLING - Venda de um produto/serviço de uma linha para um cliente que já possui produtos/serviços de outra linha (exemplo: uso das informações e relacionamento da base de assinantes de TV por assinatura para venda de banda larga).

CSLL - Contribuição sobre o Lucro Líquid.

CSP - (Código de Seleção de Prestadora) Código composto por duas cifras que o usuário digita durante uma chamada de longa distância e que indica qual a operadora de telecomunicações que deverá prover o completamento daquela chamada. Passou a ser utilizado no Brasil após a privatização do Sistema Telebrás como uma forma de promover competitividade nas ligações DDD. Exemplos de CSPs: 14 e 31.

CUSTÓDIA FUNGÍVEL - É quando o serviço de custódia permite que os valores mobiliários retirados possam não ser os mesmos depositados. É preciso, no entanto, que sejam da mesma espécie, qualidade e quantidade.

CUSTÓDIA - Ato de guardar títulos e valores. É onde os títulos e as ações são registrados em nome de quem os comprou, garantindo a sua propriedade.

CVM - Comissão de Valores Mobiliários.

CYBER DATA - Estruturas e sistemas de TI.

DAC - Distribuidor Automático de Chamadas. Função que consiste de um método de alocação de ligações telefônicas às Posições de atendimento (PAs), muito utilizadas em soluções de Call Centers.

DATA DE EXERCÍCIO DA OPÇÃO - Data de vencimento para o exercício do direito de compra ou de venda à vista dos ativos objetos da opção.

DATA DE VENCIMENTO DA OPÇÃO - O dia em que se extingue o direito de uma opção.

DATA EX-DIREITO - Data em que uma ação começará a ser negociada exdireito (dividendo, juros sobre capital próprio, bonificação e subscrição), na bolsa de valores.

DDD - (Discagem Direta à Distância) Serviço oferecido pelas operadoras telefônicas que permite a realização de ligações telefônicas interurbanas sem necessidade do auxílio de uma telefonista.

DDI - (Discagem Direta Internacional) Serviço oferecido pelas operadoras telefônicas que permite a realização de ligações telefônicas para outros países sem necessidade do auxílio de uma telefonista.

DEALER - Instituições credenciadas pelo BC para participar dos leilões. Os dealers são escolhidos entre os bancos mais ativos no mercado.

DEBÊNTURES CONVERSÍVEIS EM AÇÕES - Aquelas que permitem ao portador serem convertidas em ações de acordo com as condições predeterminadas e em determinada época.

DEBÊNTURES - Título de dívida emitido por uma sociedade anônima para captar recursos, visando investimento ou financiamento de capital de giro.

DEFAULT - É o não cumprimento de obrigações contratuais. Quando o devedor assume que não poderá pagar a dívida nas condições e na data estabelecida, ou ainda, não poderá cumprir determinadas cláusulas estabelecidas em contrato.

DÉFICIT COMERCIAL - Situação na qual o valor das exportações está abaixo do valor das importações de um país.

DÉFICIT NOMINAL - É o valor gasto pelo governo acima do arrecadado, considerando o pagamento de juros da dívida pública.

DÉFICIT PRIMÁRIO - Refere-se ao valor que o governo gasta a mais do que arrecada, excluído pagamento de juros da dívida pública.

DÉFICIT - É o saldo negativo entre receitas e despesas.

DEFLAÇÃO - Queda do nível geral de preços. Índice de inflação negativo.

DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS - Demonstrativos contábeis e demais informações apresentados pelas empresas, que relatam a situação econômica e financeira de uma companhia. Essas demonstrações são apresentadas em valores nominais e apresentam, para comparação, os resultados do exercício anterior.

DERIVATIVOS - São contratos de ativos financeiros ou valores mobiliários cujo valor e características de negociação derivam (daí o nome derivativos) de outros ativos, que lhe servem de referência. É a operação do mercado financeiro em que o valor das transações deriva do comportamento futuro de outros mercados, como de ações, câmbio ou juros.

DIAL-UP - Tipo de conexão de dados via internet, realizada por um modem conectado a uma linha telefônica comu.

DIFERENCIAL - Combinação de possíveis compras e vendas de opções sobre a mesma ação-objeto, porém de séries diferentes.

DIGITAL - É um modo de representar uma variável física, como a voz, usando apenas os dígitos 0 e 1. Os dígitos são transmitidos em forma binária como uma série de pulsos. As redes digitais permitem maior capacidade e flexibilidade pelo uso de tecnologia computadorizada para a transmissão e manipulação de telefonemas. Os sistemas digitais oferecem menor interferência de ruído e podem incorporar criptografia como proteção de interferência externa.

DIREITO DE RETIRADA - Direito de um acionista de se retirar de uma empresa, mediante o reembolso do valor de suas ações, quando for dissidente de deliberação de assembléia que aprovar determinadas matérias definidas na legislação pertinente.

DIREITO DE SUBSCRIÇÃO - Direito de um acionista de subscrever preferencialmente novas ações de uma sociedade anônima quando houver aumento de seu capital.

DISCAGEM DIRETA A RAMAL - DID em inglês ou DDR em português. Serviço telefônico que permite aos chamadores entrarem em contato direto com determinado ramal de uma sistema telefônico, sem ter de falar com o atendente geral. A discagem direta a ramal elimina a necessidade de ter um atendente automatizado para rotear as chamadas em sua entrada na central de comutação telefônica.

DISCLOSURE - É a divulgação de informações. Medida impositiva dos órgãos oficiais reguladores dos mercados de capitais, que obriga a companhia a divulgar todas as informações relevantes, boas ou más, que possam influenciar numa decisão de investimento naquela companhia.

DIVERSIFICAÇÃO - É a administração do risco pela distribuição dos recursos financeiros por diferentes ativos financeiros, buscando reduzir os riscos inerentes a uma concentração de recursos. No caso de os investimentos estarem concentrados em poucas modalidades, como ações, a diversificação significa ter ações de empresas diferentes, em que riscos e prêmios de risco se contrabalancem.

DÍVIDA PÚBLICA - Montante, apurado sem duplicidade, das obrigações financeiras do setor público, assumidas em virtude de leis, contratos, convênios ou tratados, e da realização de operações de crédito, para amortização em prazo superior a 12 meses.

DIVIDENDO - Os dividendos correspondem à parcela de lucro líquido distribuída aos acionistas, na proporção da quantidade de ações detida, ao fim de cada exercício social. A companhia deve distribuir, no mínimo, 25% de seu lucro líquido ajustado. As ações preferenciais recebem 10% a mais de dividendos que as ordinárias, caso o estatuto social da companhia não estabeleça um dividendo mínimo.

DIVISAS - Reservas internacionais de um país em moedas estrangeiras.

DÓLAR COMERCIAL - Taxa de câmbio utilizada nas operações comerciais do país, como no pagamento da dívida externa e nas remessas de dividendos das empresas com sede no exterior.

DÓLAR FLUTUANTE - Taxa de câmbio utilizada nas principais operações financeiras e na conversão de dólares de residentes. O mesmo que dólar turismo.

DÓLAR FUTURO - Cotação esperada pelo mercado financeiro para o valor do dólar, no mercado futur.

DÓLAR OU US$ OU USD - A moeda corrente dos Estados Unidos da América.

DOWNSTREAM - Velocidade de recepção na transmissão de dados.

DSL - Digital Subscriber Line. Tecnologia de transmissão que transporta informações digitais por meio de pares de fios de cobre existentes. As taxas de transferências dependem da variação do sistema que se usa (exemplos: ADSL, HDSL, VDSL, SDSL).

DTH - Tecnologia Direct to Home que permite a transmissão através de satélite, dos sinais de TV transmitidos pela empresa responsável pela grade de programação diretamente para a casa do telespectador.

DURAÇÃO MÉDIA DE CHAMADA - Tempo que dura uma chamada, em média. A duração média de chamada é calculada por meio da divisão do número total de minutos gastos pelo número de contatos estabelecidos.

É um serviço que permite deixar uma ligação atual em espera e atender outra chamada.

EBITDA AJUSTADO - A Companhia calcula o EBITDA Ajustado como sendo o lucro ou prejuízo líquido antes do resultado financeiro líquido, imposto de renda e contribuição social, depreciação e amortização, participações minoritárias e equivalência patrimonial. O EBITDA Ajustado não é uma medida reconhecida pelas práticas contábeis adotadas no Brasil, pelas IFRS ou pelo U.S. GAAP, não representando o fluxo de caixa para os períodos indicados e não deve ser considerado como um indicador de desempenho operacional ou como um substituto para o fluxo de caixa como forma de medir a liquidez. EBITDA Ajustado não tem um significado padrão e o cálculo de EBITDA Ajustado da Companhia pode não ser comparável ao EBITDA ou ao EBITDA Ajustado de outras sociedades. A Administração da Companhia entende que o EBITDA Ajustado é um importante indicador para analisar o desempenho econômico operacional da Companhia em função de não ser afetado por (i) flutuações nas taxas de juros, (ii) alterações da carga tributária do imposto de renda e da contribuição social, bem como (iii) pelos níveis de depreciação e amortização, sendo normalmente utilizado por investidores e analistas de mercado.

EDGE - Enhanced Data rates for GSM Evolution - tecnologia digital de telefonia móvel que permite a transmissão de dados nos padrões GSM e GPRS, em velocidades de até 500kbps.

EILD - Exploração Industrial de Linhas Dedicadas.

EMISSÃO - Operação de colocação de dinheiro, títulos ou valores mobiliários em circulação.

EMPRESAS PREDECESSORAS - As concessionárias constituídas em janeiro de 1998 como resultado do desdobramento das operações de telefonia fixa de uma das empresas operadoras controladas pela Telebrás.

ENDOSSO - Transferência da propriedade de um título mediante declaração escrita, geralmente feita em seu próprio verso.

ENLACE LOCAL - Enlace (Radiofreqüência), trata-se de linha composta de um ou mais segmentos de reta de inclinações diferentes decorrentes de eventuais obstáculos, que resultaria da ligação imaginária dos pontos onde se encontram a antena transmissora e a antena receptora.

ERB - Estação Rádio Base - São equipamentos que fazem a conexão, por meio de rádio, entre a central telefônica e o telefone celular.

ESTATUTO SOCIAL - Estatuto Social da Companhia, cuja consolidação foi aprovada em assembleia geral extraordinária em 17 de dezembro de 2004, sendo posteriormente alterado pelas Assembleias Gerais Extraordinárias realizadas em 30 de março de 2006, 29 de setembro de 2006, 4 de janeiro de 2008 e consolidado em 17 de dezembro de 2009.

ETHERNET - Arquitetura utilizada nas redes locais (Local Area Network). Geralmente utiliza cabos coaxiais embora possa recorrer a outros meios, tais como cabos do tipo linha telefônica e ondas rádio que ligam diversos computadores. Cada um desses computadores compete com os restantes no acesso à rede, existindo regras que determinam qual deles pode transmitir informação num determinado momento. A informação pode ser transmitida para apenas um dos computadores ou em modo broadcast para todos os computadores da rede.

EXCLUSÃO DO DIREITO DE PREFERÊNCIA - O estatuto da empresa aberta que contiver autorização para aumento do capital pode prever a emissão, sem direito de preferência, para antigos.

EX-DIREITOS - Denominação dada a uma ação que já teve exercidos os direitos concedidos por uma empresa.

EXERCÍCIO DE OPÇÕES - Operação pela qual o titular de uma operação exerce seu direito de comprar ou de vender o lote de ações-objeto, ao preço de exercício.

FATO RELEVANTE - Fato que pode influir nas decisões dos investidores na compra ou venda de valores mobiliários emitidos por uma companhia.

FAX - Aparelho que produz cópias facsimilares de documentos à distância. O termo também define uma mensagem recebida por meio desse aparelho.

FECHAMENTO DE CAPITAL - Situação em que os valores mobiliários de emissão de uma companhia deixam de ser negociados no mercado.

FED - Sigla para Federal Reserve Bank. É o banco central dos Estados Unidos. Criado pelo Congresso norte-americano em 1913, opera o sistema nacional de pagamentos, distribui a moeda nacional, supervisiona e regulamenta o sistema bancário e serve como banco para o Tesouro dos Estados Unidos.

FGC - É a sigla para Fundo Garantidor de Crédito, uma entidade de caráter privado, do sistema bancário brasileiro, não do governo, cuja função é garantir depósitos.

FIBRAS ÓPTICAS - Qualquer filamento de fibra, composto de materiais dielétricos, usados para transmitir sinais gerados a laser ou LED.

FIREWALL - Ponto da rede definido como fronteira entre uma rede e outra, usado com fins de segurança. É utilizado para separar da Internet a rede de uma empresa.

FMI - Sigla para Fundo Monetário Internacional. Organização financeira internacional, criada em 1944, reúne 184 países. A finalidade é proporcionar assistência financeira temporária a países para auxiliar os ajustamentos dos balanços de pagamentos, promover a cooperação monetária internacional, estabilidade cambial e acordos cambiais ordenados, estimular o crescimento econômico e os níveis de emprego.

FRAME - Pacote transmitido através de uma linha serial. O termo é derivado de um protocolo orientado a caracter que adiciona caracteres especiais de início e fim de frames na transmissão de pacotes.

FRAME RELAY - (Bastidor de relés) Serviço de transporte de dados com velocidade de até 2 Mbps, sobre redes digitais, que realiza a interligação de redes locais, aplicações multimídia (como videoconferência), integração de voz e dados, integração de redes multiprotocolo ou outras aplicações em dados que necessitem de conectividade.

FREQÜÊNCIA - Termo que define a taxa com que os sinais de telecomunicações e as correntes elétricas se alteram. Normalmente medida em Hertz (ciclo por segundos).

FULL BILLING OU FULL BILL - Procedimento de cobrança de tarifa de interconexão em toda chamada de móvel para móvel dentro da mesma área local (regra determinada pela ANATEL na resolução 438). Substituiu o sistema de "Bill and Keep" para telefonia móvel.

FUNDO DE PENSÃO - Conjunto de recursos — proveniente de contribuições de empregados e da própria empresa — administrados por uma entidade a ela vinculada, cuja destinação é a aplicação em uma carteira diversificada de ações, outros títulos mobiliários e imóveis.

FUNDO IMOBILIÁRIO - Fundo de investimento constituído sob a forma de condomínio fechado, cujo patrimônio é destinado a aplicações em empreendimentos mobiliários. As quotas desses fundos, que não podem ser resgatadas, são registradas na CVM, podendo ser negociadas em bolsa de valores ou no mercado de balcão.

FUNDO MÚTUO DE AÇÕES - CARTEIRA LIVRE - Constituído sob a forma de condomínio aberto ou fechado, é uma comunhão de recursos destinados à aplicação em carteira diversificada de títulos e valores mobiliários. Deverá manter, diariamente, no mínimo 51% de seu patrimônio aplicado em ações de emissão das companhias abertas, opções de ações, índices de ações e opções sobre índices de ações.

FUNDO MÚTUO DE AÇÕES - Conjunto de recursos administrados por uma distribuidora de valores, sociedade corretora, banco de investimento, ou banco múltiplo com carteira de investimento, que os aplica em uma carteira diversificada de ações, distribuindo os resultados aos cotistas, proporcionalmente ao número de quotas possuídas.

FUNDO MÚTUO DE INVESTIMENTO EM EMPRESAS EMERGENTES - Constituído sob a forma de condomínio fechado, é uma comunhão de recursos destinados a aplicação em carteira diversificada de valores mobiliários de emissão de empresas emergentes.

FUNTTEL - Fundo para o Desenvolvimento Tecnológico das Telecomunicações, instituído pela Lei nº 10.052, de 28 de novembro de 2000.

FUSÃO - Processo pelo qual duas ou mais sociedades se unem para formar uma nova sociedade, que sucederá as sociedades originárias em seus direitos e obrigações.

FUST - Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações.

GLOBALIZAÇÃO - Termo que designa o processo de integração acelerada dos mercados internacionais, com possibilidade de movimentar bilhões de dólares por computador em alguns segundos.

GPRS - General Packaged Radio Service, ou Serviço de Rádio de Pacote Geral - tecnologia digital de telefonia móvel que permite a transmissão de dados no padrão GSM, em velocidades de até 170kbps.

GPS - Sigla de Global Positioning System, tecnologia de localização geográfica de altíssima precisão que fornece as coordenadas (latitude e longitude) do local onde está o portador do aparelho equipado com essa tecnologia. Os sinais são enviados pela constelação de 24 satélites Navstar, vinculada ao Departamento de Defesa dos Estados Unidos.

GREENFIELD - Em relação a um projeto, trata-se de cenários onde não exista rede.

GSM - Global System for Mobile Communications, ou Sistema Global para Comunicações Móveis - padrão de telefonia móvel 2G mais utilizado no mundo. Diferencia-se pela utilização de SIM (Subscriber Identity Module) Card ou chippara a identificação dos usuários.

HABILITAÇÃO - Procedimento realizado pela companhia telefônica, que coloca a estação móvel em funcionamento.

HDTV - High Definition Television, ou televisão de alta definição. Padrão de transmissão de TV com tecnologia digital que proporciona imagens com qualidade similar à dos filmes de 35 milímetros e som com o padrão de qualidade dos CDs.

HEADSET - Termo em inglês que significa aparelho de cabeça. Em português, pode ser conhecido por fone de ouvido (acoplado a um telefone) ou fone discador (substitui o telefone integralmente). É o aparelho telefônico que substitui o aparelho propriamente dito (ou receiver). Todos os tipos consistem de uma peça de ouvido e de um microfone, que, no entanto, podem ser dispostos de várias formas.

HEDGE FUND - Termo utilizado no mercado de valores mobiliários para descrever determinados fundos de investimento que utilizam técnicas de hedging (estratégia usada para compensar investimento de risco).

HEDGE - É o mecanismo usado para se proteger de uma provável oscilação de preços..

HERTZ - Sigla Hz. É a unidade de freqüência, medida em ciclos por segundo. Um ciclo por segundo equivale a um Hertz. O nome vem do físico alemão Heinrich Rudolf Hertz, que morreu em 1894.

HIPERINFLAÇÃO - Caso especial de inflação extremamente elevada. Situação em que a moeda perde seu valor de referência e sua função de unidade de troca.

HOLDING - Empresa que mantém o controle de outras empresas mediante a posse da maioria das ações. Em geral, a holding tem, como atividade principal, esta participação acionária em uma ou mais empresas..

HOME BROKER - É um moderno canal de relacionamento entre os investidores e as sociedades corretoras, que torna ainda mais ágil e simples as negociações no mercado acionário, permitindo o envio de ordens de compra e venda de ações pela Internet, e possibilitando o acesso às cotações, o acompanhamento de carteiras de ações, entre vários outros recursos.

HUB - Estação central que recebe/envia sinais para o satélite via enlace direto. É um concentrador que recebe dados de várias estações terrestres (de transmissão de informações) e os direciona para o satélite.

IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística.

IBOVESPA FUTURO - Contrato de derivativo do Ibovespa negociado na BM&F. Expressa a pontuação do Índice Bovespa à vista numa data futura.

IBOVESPA - O Índice da Bolsa de Valores de São Paulo mede o comportamento das ações mais negociadas e indica o desempenho médio das cotações de uma carteira teórica de ações negociadas no pregão. A carteira considerada possui ações de 55 empresas, selecionadas entre as que representaram 80% do volume negociado no mercado nos últimos 12 meses. Os papéis do Ibovespa também devem ter presença mínima de 80% dos pregões analisados e participação superior a 0,1% do volume financeiro total. Essa carteira teórica é revisada a cada quatro meses.

IBRACON - Instituto dos Auditores Independentes do Brasil.

IBX - Esta é a sigla para o Índice Brasil que mede o retorno de uma carteira teórica composta por 100 ações, selecionadas entre as mais negociadas na Bovespa, classificadas em ordem decrescente por liquidez e por negociabilidade, ou seja, o número de negócios e o volume financeiro medidos nos últimos 12 meses. O IBX foi introduzido pela Bovespa em 1997. As ações que compõem a carteira sofrem uma ponderação, de acordo com o número de ações disponíveis no mercado. Esta carteira teórica é revisada a cada quatro meses.

ICMS - Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços.

IDENTIFICAÇÃO DO CHAMADOR - Permite a identificação do chamador antes do atendimento da chamada pelo operador Também conhecida por suas denominações em inglês: Caller ID e ANI (Automatic Number Identification).

IEE - Sigla para Índice de Energia Elétrica. Índice composto somente por ações de empresas do setor de energia elétrica.

IFRS - International Financial Reporting Standards, as normas internacionais de contabilidade.

IGP-DI - Sigla para Índice Geral de Preços - Disponibilidade Interna. Mede a variação de preços no mercado de atacado, de consumo e construção civil. É composto pela soma de outros três índices: IPA (Índice de Preços por Atacado), com peso de 60%; IPC (Índice de Preços ao Consumidor), com peso de 30%, e INCC (Índice Nacional de Custos da Construção), com peso de 10%. O IGP-DI exclui os produtos importados, considerando apenas o que é produzido internamente. É calculado com base nos preços apurados do primeiro ao último dia de cada mês.

IGP-M - Sigla para Índice Geral de Preços do Mercado. Mede a variação de preços no mercado de atacado, de consumo e construção civil. É composto pela soma ponderada de outros três índices: IPA (Índice de Preços por Atacado), com peso de 60%, IPC (Índice de Preços ao Consumidor), com peso de 30% e INCC (Índice Nacional de Custos da Construção), com peso de 10%. O IGP-M considera todos os produtos disponíveis no mercado, inclusive o que é importado, sendo calculado com base nos preços coletados entre o dia 21 do mês anterior e 20 do mês em curso.

INDEXADOR - É o índice escolhido para correção de valores de contratos e ativos financeiros.

ÍNDICE DE LUCRATIVIDADE - Relação entre o capital atual e o inicial de uma aplicação feita em ações de uma empresa.

ÍNDICE DE SHARPE - Índice que permite relacionar o risco e o retorno envolvidos num determinado investimento. Para os profissionais do mercado financeiro, quanto maior o retorno e menor o risco, maior será o índice de Sharpe daquela aplicação.

ÍNDICE DOW JONES - Índice utilizado para medir a performance dos negócios na Bolsa de Valores de Nova York. O Dow Jones é composto por uma carteira provável, com as ações mais negociadas na NYSE (New York Stock Exchange).

ÍNDICE PREÇO/LUCRO - P/L - Quociente da divisão do preço de uma ação no mercado, em um instante, pelo lucro líquido anual da mesma. Assim, o P/L é o número de anos que se levaria para reaver o capital aplicado na compra de uma ação, pelo recebimento do lucro gerado por uma empresa. Para tanto, torna-se necessário que se condicione essa interpretação à hipótese de que o lucro por ação se manterá constante e será distribuído todos os anos.

INFLAÇÃO - Aumento persistente de preços, de forma generalizada, que resulta numa perda do poder aquisitivo da moeda.

INPC - Sigla para Índice Nacional de Preços ao Consumidor. Média ponderada de índices elaborados pelo IBGE para as regiões metropolitanas do País (Belém, Fortaleza, Recife, Salvador, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo, Curitiba e Porto Alegre, Brasília e Goiânia).

INPI - Instituto Nacional de Propriedade Industrial.

INSIDER TRADING - Investidor que fez uso, por si ou por terceiros do acesso privilegia doa determinadas informações ainda não divulgadas pela empresa.

INSIDER - Investidor ou pessoa do mercado que tem acesso a informações privilegiadas antes de se tornarem públicas.

INSOLVÊNCIA - Situação em que uma pessoa física ou jurídica admite ser incapaz de pagar seus compromissos financeiros.

INSS - Instituto Nacional do Seguro Social.

INSTITUCIONAL (INVESTIDOR) - Instituição que dispõe de vultosos recursos mantidos em certa estabilidade e destinados à reserva de risco ou à renda patrimonial e que investe parte dos mesmos no mercado de capitais.

INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS - Organizações autorizadas a funcionar pelo Banco Central, que compõem o mercado financeiro. Bancos comerciais, bancos de investimento, sociedades corretoras e cooperativas de crédito são exemplos de instituições financeiras.

INTERCONEXÃO - Ligação entre redes de telecomunicações funcionalmente compatíveis, de modo que os usuários de serviços de uma das redes possam comunicar-se com usuários de serviços de outra rede ou acessar serviços nela disponíveis.

INVESTIMENTO - Emprego da poupança em atividade produtiva, objetivando ganhos a médio ou longo prazo. É utilizado, também, para designar a aplicação de recursos em algum tipo de ativo financeiro.

IOF - Sigla para Imposto sobre Operações Financeiras. Para os fundos de investimento, este só incide nos saques feitos num período inferior a 30 dias.

IP (INTERNET PROTOCOL) - Um protocolo de interconexão para subredes, em particular para aquelas com características físicas diferentes, utilizado para conexão à Internet.

IPC/Fipe - Sigla para Índice de Preço ao Consumidor. Calcula a variação dos preços de uma cesta de consumo média e provável para a população da cidade de São Paulo, calculado pela Fundação de Pesquisas Econômicas da USP.

IPCA - Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo, calculado pelo IBGE.

IPI - Imposto sobre Produtos Industrializados.

IPO - Sigla para Initial Public Offering. Expressão em inglês que significa primeira colocação de valores mobiliários, através de uma oferta pública no mercado por uma empresa.

IR - Imposto de Renda.

IR - Sigla para Imposto de Renda. Imposto cobrado diretamente sobre a renda auferida por pessoas físicas e empresas. No caso das pessoas físicas, quanto maior a renda maior a taxa do imposto incidente. Para as empresas, o percentual do imposto de renda depende do tipo da empresa e do regime de tributação no qual ela se enquadra.

IRPJ - Imposto de Renda de Pessoa Jurídica.

ISDN - (Integrated Services Digital Network) Traduzido por RDSI Rede Digital de Serviços Integrados é a digitalização da rede telefônica para tráfego simultâneo de voz, dados, imagens, aplicações e serviços multimídia. O ISDN foi concebido para substituir a rede telefônica convencional (analógica) por uma rede digital. Existem dois tipos distintos de interfaces ISDN. A interface ISDN/BRI é utilizada na residência do usuário, que conta com 2 canais que podem ser utilizados a velocidade de 64 Kbps e um canal de controle, todos dentro de um par de fios de telefone comum. Isto permite que o usuário tenha acesso de 64 Kbps à Internet enquanto. A versão ISDN para corporações e provedores de acesso a Internet é a ISDN/PRI, que conta com 30 canais 64 Kbps mais 1 canal para controle.

ISP - Internet Service Provider, ou Provedor de Acesso à Internet - serviço de conexão à internet.

ISS - Imposto sobre Serviços.

IST - Índice Setorial de Telecomunicações, consistente em um índice ponderado de custos do setor de telecomunicações publicado pela ANATEL e utilizado para o reajuste de tarifas, adotado pelos Contratos de Concessão 2006.

JUCERJA - Junta Comercial do Estado do Rio de Janeiro.

JUNK BOND - São títulos que prometem alto rendimento e são classificados como de alto risco.

JURO NOMINAL - É o valor pelo qual o juro é contratado.

JURO REAL - É valor do juro nominal descontada a taxa de inflação para o período.

JURO - Remuneração que o tomador de empréstimo precisa pagar ao detentor do dinheiro emprestado. Pode ser simples (quando é calculado sobre o montante do capital) ou composto (quando o juro é somado ao capital emprestado formando o montante sobre o qual se calcula o juro seguinte).

JUROS DE MORA - Juros decorrentes de atraso no pagamento.

JUROS SOBRE O CAPITAL PRÓPRIO - As empresas, na distribuição de resultados aos seus acionistas, podem optar por remunerá-los por meio do pagamento de juros sobre o capital próprio, em vez de distribuir dividendos, desde que sejam atendidas determinadas condições estabelecidas em regulamentação específica.

KBPS - Unidade de medição de velocidade de transmissão de informação digital, que corresponde a 1.024 bits por segundo.

LAIR - Sigla para Lucro Antes do Imposto de Renda de uma empresa.

LAJIR - Sigla para Lucro Antes dos Juros e do Imposto de Renda de uma empresa..

LAPTOP - Microcomputador portátil, dotado de bateria e com monitor plano e teclado, acoplado a um gabinete compacto, próprio para uso em situações de locomoção.

LARGURA DE BANDA - A faixa de freqüências disponível para envio de informação; a diferença entre a maior e a menor freqüência da banda é media em Hertz.

LDI - Serviço de Longa Distância Internacional.

LDN - Serviço de Longa Distância Nacional.

LEI Nº 11.638/07 - Lei de 28 de dezembro de 2007, aplicável a partir de 1º de janeiro de 2008, que altera a Lei das Sociedades por Ações no que se refere à elaboração e divulgação de demonstrações financeiras, com o objetivo de atualizar a legislação societária brasileira para possibilitar o processo de convergência das Práticas Contábeis Brasileiras com aquelas constantes no IFRS.

LEILÃO DE AÇÕES - Quando a ação apresenta um volume ou valorização acima do normal, a bolsa coloca a ação em leilão, procurando ajustar seu preço.

LEILÃO ESPECIAL - Sessão de negociação em pregão, realizada em dia e hora determinados pela bolsa de valores. No caso da venda de participações acionárias do governo em empresas estatais, por exemplo, foram realizados leilões especiais, conhecidos como leilões de privatização.

LETRA DE CÂMBIO - Tipo de título negociável no mercado, emitido por sociedades de crédito, financiamento e investimento, e utilizado como fonte de recursos para o crédito direto ao consumidor.

LETRA HIPOTECÁRIA - Título de crédito emitido por instituições autorizadas, garantido pelo penhor de créditos hipotecários e que confere direito de crédito pelo valor nominal, atualização monetária e juros determinados.

LETRA IMOBILIÁRIA - Título emitido por sociedades de crédito imobiliário, destinado à captação de recursos para o financiamento de construtores e adquirentes de imóveis e que rende juros.

LINE SHARING - Compartilhamento do Enlace Local, ou seja, aplicação da tecnologia ADSL (Asymetrical Digital Subscriber Line) sobre o par de fios metálicos, para a prestação, exclusivamente, de serviço de suporte de telecomunicações ao acesso à Internet.

LINHA COMUTADA - Enlace de comunicação para o qual o caminho físico pode variar a cada vez, tais como nas redes de telefonia pública.

LINHA DEDICADA - Linha telefônica que fica permanentemente ligada entre dois lugares. Linhas delicadas são encontradas freqüentemente em conexões de tamanho moderado a um provedor de acesso.

LIQUIDEZ - Capacidade de converter um título ou ativo em dinheiro.

LOTE FRACIONÁRIO - Quantidade de ações inferior ao lote-padrão..

LOTE-PADRÃO - Quantidade de títulos de características idênticas e em quantidades prefixadas pelas bolsas de valores.

LUCRATIVIDADE - Relação entre o valor atual e o valor pago por um investimento. O valor atual é representado pela cotação do investimento, mais os resultados já distribuídos pelo emissor ou responsável (dividendos, bonificações, prêmios, juros, direitos de subscrição etc.).

LUCRO BRUTO - É o resultado obtido do total de receitas menos as despesas incorridas para manter o negócio, como custos de produção, de vendas, de salários de uma empresa, sem considerar a dedução de IR e as participações.

LUCRO LÍQUIDO POR AÇÃO - Ganho por ação obtido durante um determinado período de tempo, calculado por meio da divisão do lucro líquido de uma empresa pelo número existente de ações.

LUCRO RETIDO - É a parte do lucro de uma empresa que não é dividida entre os acionistas e funciona como uma reserva para a companhia.

MAILBOX - É a área que armazena as mensagens eletrônicas recebidas.

MAINFRAME - Computador de grande porte normalmente utilizado para o processamento de grandes volumes de dados e transações eletrônicas, como ocorre nos bancos e companhias aéreas. Com o tempo, os fabricantes atualizaram muitas de suas características básicas, reduzindo seu tamanho e seus requisitos de instalação (antigamente precisavam de salas especiais inteiras) e com o surgimento do conceito de processamento descentralizado, ou cliente/servidor, seus sistemas operacionais foram atualizados para que pudessem cumprir a função de grandes servidores em redes corporativas, sobretudo em situações em que a segurança é uma preocupação séria e precisa-se de alta disponibilidade.

MEGA - Unidade de medição de velocidade de transmissão de informação digital que corresponde a 1.024 kbps.

MERCADO DE AÇÕES - Parte do mercado de capitais que compreende a colocação primária de ações novas, emitidas por empresas, e a negociação secundária (em bolsas de valores e no mercado de balcão) das ações já colocadas em circulação..

MERCADO DE BALCÃO - Mercado em que as negociações ocorrem fora do ambiente de bolsas de valores.

MERCADO DE CAPITAIS - Compreende toda a rede de bolsas de valores e instituições financeiras, na qual se realiza as operações de compra e venda de ações, títulos e valores mobiliários, efetuadas entre empresas e investidores, com intermediação obrigatória de instituições financeiras do sistema de distribuição de títulos e valores mobiliários.

MERCADO DE OPÇÕES - Mercado no qual são negociados direitos de compra (call) ou venda (put) de ações, índices de ações, moedas, contratos futuros ou títulos, com preços de exercício preestabelecidos. No Mercado de Opções, compradores têm o direito de comprar ou vender uma certa quantidade de ativos, a um preço prefixado até uma data, enquanto os vendedores ficam com a obrigação de vendê-la ou comprá-la conforme o acordado. O comprador que adquire uma opção de compra espera que o preço futuro suba. Na compra de uma opção de venda, ele espera que o preço futuro caia. Já a expectativa do vendedor é oposta: se ele vende uma opção de compra é porque espera que o preço futuro caia. Se espera que o preço futuro suba, vende a opção de venda. A diferença do valor pago e do valor recebido é chamada de prêmio.

MERCADO DE SWAPS - Swap significa troca. No caso dos contratos de swaps, pode-se trocar moedas, taxa de juro ou commodities. Um swap de taxas de juros pode ser utilizado para transformar uma taxa flutuante numa taxa fixa, e vice-versa. Um swap de moedas pode ser usado para transformar um empréstimo numa moeda estrangeira em outra moeda. É uma operação mais sofisticada. Por isso, as tesourarias de bancos e os gestores de fundos de investimento são os que mais usam o mercado de swaps. A idéia é que dois investidores façam aplicações "casadas" que, no dia do vencimento, servirão como proteção do dinheiro ou até mesmo como especulação para aumentar o capital.

MERCADO FUTURO - É o segmento do mercado que compreende as operações de compra e venda, realizadas em pregão, de contratos autorizados pela bolsa de futuros, para liquidação em data futura prefixada. A negociação inclui um comprador que aceita pagar um determinado valor na data estabelecida pela mercadoria oferecida pelo vendedor. O objeto negociado pode ser uma commodity, um título, uma moeda ou um índice de referência, como o Ibovespa. Os contratos negociados são padronizados pela BM&F, o que permite agilidade nas negociações.

MERCADO PRIMÁRIO - Onde são negociadas pela primeira vez ações, títulos e valores mobiliários, provenientes de novas emissões. As empresas recorrem ao mercado primário para completar os recursos de que necessitam, visando ao financiamento de seus projetos de expansão ou seu emprego em outras atividades.

MERCADO SECUNDÁRIO - Onde ocorre a negociação de títulos já adquiridos no mercado primário. A Bovespa é o maior mercado secundário de ações do Brasil.

METRO ETHERNET - Utilização de redes Ethernet para áreas Metropolitanas e Geograficamente distribuídas.

MÍDIA - Meio através do qual uma informação é percebida, expressada, transmitida ou armazenada. Deve-se evitar o uso isolado do termo, procurando sempre identificar o contexto em que é empregado. Existem, basicamente, seis tipos de mídia percebidos pelo ser humano: texto, gráfico, imagem ou figura (estática, sem movimento), som, vídeo (imagem em movimento), animação (gráfico em movimento).

MMDS - Multichannel Multipoint Distribution Service ou serviço de distribuição multiponto e multicanal. Sistema de distribuição e comunicação de sinais, adotado por operadoras de televisão por assinatura. Usa freqüência muito altas, acima de 2 GHz, para envio da programação para a casa dos assinantes por meio de pequenas antenas terrestres para a difusão do sinal, diferente do sistema DBS ou DTH, que fazem a transmissão diretamente de satélites na órbita terrestre.

MMS - Multimedia Message Service - Serviço de mensagens multimédia que combina texto, imagem e som, operacional em redes GPRS e 3G.

MODEM - Equipamento que tem como objetivo enviar dados entre dois pontos por intermédio de uma linha telefônica. Os dados são recebidos no modem por meio de uma porta serial, sofrem uma modulação (conversão do sinal digital para analógico) e os dados são recuperados.

MORA - Atraso no cumprimento de uma obrigação.

MORATÓRIA - Denominação dada à prorrogação de prazo para pagamento de uma dívida, concedido pelo credor ao seu devedor. Também pode ser a declaração unilateral do poder público, de que não honrará suas dívidas no vencimento dos contratos.

MP 449 - Medida Provisória nº 449, de 3 de dezembro de 2008, que, com força de lei, instituiu o Regime Tributário Transitório de apuração do lucro real, o qual aborda ajustes tributários decorrentes de novos métodos e critérios contábeis introduzidos pela Lei nº 11.638, além de introduzir determinadas mudanças na Lei das Sociedades por Ações. A Medida Provisória nº 449 foi convertida na Lei nº 11.941 em 27 de maio de 2009.

NASDAQ - Bolsa eletrônica com sistema computadorizado de negociação e divulgação de cotações de ações de mais de 5 mil empresas, com sede em Nova York. Está em atividade desde 1970 e concentra suas operações em ações de empresas de alta tecnologia.

NÍVEL DE SERVIÇO - Parâmetro de qualidade normalmente definido pela comparação entre metas predefinidas e os resultados das estatísticas realizadas por sistemas de DAC.

NOVAS EMPRESAS CONTROLADORAS - Empresas que, como resultado da cisão da Telebrás ocorrida em maio de 1998, assumiram os direitos e obrigações da Telebrás bem como o controle de suas controladas.

NT - Network. Rede. Terminologia utilizada em redes ISDN para identificar o acesso do ponto de vista da rede onde uma plataforma ou dispositivos estão conectados.

OFERTA DE DIREITOS - Quando uma empresa dá aos seus acionistas a oportunidade de comprar novas ações ou debêntures por um preço determinado, normalmente abaixo do preço corrente do mercado e dentro de um prazo relativamente curto.

OFERTA PREMIUM - Reembolso concedido a terceiros, com objetivo de premiar a captação de clientes de outras operadoras com alto consumo de serviço de telefonia.

OFERTA PÚBLICA DE COMPRA - Proposta de aquisição, por um determinado preço, de um lote específico de ações, em operação sujeita à interferência.

OFERTA PÚBLICA DE VENDA - Proposta de colocação, para o público, de um determinado número de ações de uma empresa.

OI FIXO - Serviço de telefonia fixa prestado pela Companhia.

OI MÓVEL - Serviço de telefonia móvel prestado pela Companhia.

OI TV - Serviços de TV paga prestado pela Companhia através da tecnologia de cabo e através da tecnologia DTH.

OI VELOX - Serviços de acesso à internet em Banda Larga prestado pela Companhia.

ON - Sigla para ação ordinária nominativa. São as que conferem ao titular os direitos essenciais do acionista, especialmente participação nos resultados da companhia e direito a voto nas assembléias da empresa. Cada ação ordinária corresponde a um voto na Assembléia Geral. A nova Lei das Sociedades Anônimas dá direito ao acionista minoritário detentor de ações ON receber, no mínimo, 80% do valor pago pelo controlador em caso de venda do controle (tag along).

OPA(s)- Oferta(s) Pública(s) de Aquisição de Ações, conforme regulada(s) pela Instrução CVM 361.

OPÇÃO DE COMPRA DE AÇÕES - Direito outorgado ao titular de uma opção de, se o desejar, adquirir do lançador um lote-padrão de determinada ação, por um preço previamente estipulado, durante o prazo de vigência da opção.

OPÇÃO DE VENDA DE AÇÕES - Direito outorgado ao titular de uma opção de, se o desejar, vender ao lançador um lote-padrão de determinada ação, por um preço previamente estipulado, na data de vencimento da opção.

OPÇÕES DE COMPRA NÃO-PADRONIZADAS (WARRANTS) - Warrant é um título que confere ao seu detentor a opção de comprar o ativo que lastreia esse título, a um preço predeterminado (preço de exercício) e até uma data preestabelecida (data de vencimento). Trata-se de uma opção não-padronizada, em geral de longo prazo, emitida por instituições detentoras de posições expressivas de valores mobiliários como debêntures, commercial paper etc.

OPEN MARKET - No sentido amplo, é qualquer mercado sem local físico determinado e com livre acesso à negociação. No Brasil, porém, tal denominação se aplica ao conjunto de transações realizadas com títulos de renda fixa, de emissão pública ou privada.

OPERATION SUPPORT SYSTEM - Sistema de Suporte a Operações.

OSCILAÇÃO - Variação (positiva ou negativa) verificada no preço de um mesmo ativo em um determinado período de tempo.

OVERFLOW - Tráfego que excede a capacidade de um determinado grupo de troncos telefônicos ou de agentes, sistema telefônico ou call center. Esses excedentes podem ser desviados para outros grupos de troncos ou de agentes e, em última instância, até para outros sistemas telefônicos.

OVERNIGHT - Operações realizadas no open market por prazo mínimo de um dia, restritas às instituições financeiras.

PABX - Sigla em inglês para Private Automatic Branch eXchange. Na verdade, o termo original para as centrais telefônicas usadas nas empresas era PBX - que significa Private Branch eXchange, definindo equipamentos que exigiam a intervenção manual de um operador para completar ligações. Com o tempo, os PBXs foram se modernizando, o que resultou na automação desse procedimento.

PADOs - Processos de Apuração de Descumprimento de Obrigação.

PAPEL-MOEDA - Cédula de moeda de curso legal de um país, não conversível em moeda metálica de metal precioso (ouro ou prata).

PARTICIPAÇÃO ACIONÁRIA - Relação entre o estoque de capital de determinado acionista, ou grupo de acionistas, e o estoque de capital total da empresa.

PASOO - Plano Alternativo de Serviço de Oferta Obrigatória.

PASSIVO - É o total das dívidas e obrigações de uma empresa ou de uma pessoa.

PATRIMÔNIO LÍQUIDO - Representa a diferença entre o valor dos ativos e dos passivos. Patrimônio líquido é o valor contábil pertencente aos acionistas ou sócios. No caso dos fundos de investimento, o patrimônio líquido é a soma de todos os ativos e operações dos fundos, descontados os custos e taxas.

PBM - Plano Básico Mensal.

PBX - Private Branch Exchange, ou Central Manual, consistente em mesa operadora para uso privativo, mas conectada à rede telefônica nacional. Hoje, os termos PBX e PABX são usados indiscriminadamente.

PCS ou SMP - Personnal Communications System, ou Serviço Móvel Pessoal - SMP.

PESSOA JURÍDICA - Expressão adotada para indicação de individualidade jurídica, empregada para designar instituições, corporações, associações e empresas em geral.

PGBL - Sigla para Plano Gerador de Benefícios Livres. É um Plano de Previdência Privada, criado em 1997, que tem como principal característica a cobrança de Imposto de Renda no momento do resgate.

PIB - Sigla para Produto Interno Bruto. É o conjunto de todos os bens e serviços produzidos em um país ou uma região, durante um determinado período.

PIN - (Personal Identification Number) Código numérico usado para restringir o acesso de um serviço somente para pessoas autorizadas a usálo.

PLANO GERAL DE METAS DE QUALIDADE OU PGMQ - Plano Geral de Metas de Qualidade para o Serviço Telefônico Fixo Comutado aprovado pela Resolução da ANATEL nº 516, de 30 de outubro de 2008.

PLANO GERAL DE METAS DE UNIVERSALIZAÇÃO OU PGMU - Plano Geral de Metas para a Universalização do Serviço Telefônico Fixo Comutado prestado no Regime Público aprovado pelo Decreto nº 4.769, de 26 de junho de 2003.

PLANO GERAL DE OUTORGAS OU PGO - Plano Geral de Outorgas aprovado pelo Decreto nº 2.534, de 2 de abril de 1998, que divide o território brasileiro em regiões e áreas para efeito de concessão para a prestação do Serviço Telefônico Fixo Comutado no Brasil.

PN - Sigla que identifica as ações preferenciais nominativas. As ações PN conferem ao titular prioridades tanto na distribuição de dividendo, fixo ou mínimo, quanto no reembolso do capital. Entretanto, as ações PN não dão direito a voto ao acionista na Assembléia Geral da empresa, ou restringem o exercício desse direito. Na troca de controle, o tratamento é distinto para os acionistas detentores de ações PN.

POLÍTICA DE INVESTIMENTO - Na administração de recursos, política de investimento é a definição das regras e a forma de atuação relativas à gestão de uma carteira de investimento.

PORTFÓLIO - É um conjunto de títulos e valores mantido por um fundo mútuo ou por um investidor.

POSIÇÃO EM ABERTO - Saldo de posições mantidas pelo investidor em mercados futuros e de opções.

PÓS-PAGO - Modalidades de serviço de telefonia quanto ao sistema de pagamento No sistema pós-pago o usuário arca com o preço da assinatura do serviço e recebe a conta em casa após um período fixo de uso.

POUPANÇA - Parcela da renda não utilizada para consumo.

PRÁTICAS CONTÁBEIS ADOTADAS NO BRASIL - Práticas contábeis estabelecidas pela Lei das Sociedades por Ações, pelas normas expedidas pela CVM e pelas normas e pronunciamentos do IBRACON. Com o advento da Lei nº 11.638/2007, novas normas e pronunciamentos técnicos contábeis vêm sendo emitidos em consonância com os padrões internacionais de contabilidade pelo CPC - Comitê de Pronunciamentos Contábeis.

PRAZO DE SUBSCRIÇÃO - Prazo fixado por uma sociedade anônima para que o acionista exerça seu direito de preferência na subscrição de ações de sua emissão.

PRECIFICAÇÃO - Ato de estabelecer, mediante critérios, o preço de compra ou de venda de uma ação, um título etc.

PREÇO DE EXERCÍCIO DA OPÇÃO - Preço por ação pelo qual um titular terá direito de comprar ou vender a totalidade das ações-objeto da opção.

PREGÃO ELETRÔNICO - Sistema de negociação eletrônica por terminais, que permite a realização de negócios, por operadores e corretoras credenciados, nos mercados a vista, a termo e de opções, com papéis e horários definidos pela BOVESPA.

PREGÃO - Sessão de compra e venda de papéis numa bolsa de valores, que pode ocorrer diretamente na sala de negociações ou pelo sistema eletrônico.

PREMIO - Preço de negociação, por ação-objeto, de uma opção de compra ou venda.

PRÉ-PAGO - Modalidades de serviço de telefonia quanto ao sistema de pagamento. No sistema pré-pago o cliente adquire antecipadamente créditos para usar o telefone. A compra é feita na forma de cartões, adquiridos no varejo ou diretamente em terminais de recarga dos telefones, encontrados em bancos ou em lojas das próprias operadoras.

PRESTADORA - Pessoa jurídica que detém concessão, permissão ou autorização de serviço de telecomunicações e de autorização de uso de radiofreqüência.

PREVI - Caixa de Previdência dos Funcionários do Banco do Brasil.

PRICE PROTECTION - Reembolso concedido a terceiros, com objetivo de garantir a margem de lucro na venda de aparelhos em ofertas especiais.

PRIVATIZAÇÃO - Processo de transferência do controle acionário governamental para instituições privadas ou pessoas físicas através de leilão.

PROSPECTO - O prospecto é feito com uma linguagem mais clara para que seja acessível ao investidor. No prospecto de um fundo de investimento, estão as informações que o investidor precisa saber sobre o funcionamento do fundo. É um documento elaborado pelos administradores de fundos de investimento e nas ofertas públicas de títulos e valores mobiliários, que permite ao investidor conhecer as características do investimento.

PROVEDOR - Pessoa jurídica que provê serviço de valor adicionado, através da Rede Pública de Telecomunicações, sendo responsável pelo serviço perante os assinantes do Serviço Telefônico Público.

PULSO - Curta duração de uma onda ou fluxo de energia.

QUALIDADE DE SERVIÇO - Termo normalmente utilizado para redes de alta velocidade como as redes ATM e Frame Relay, mas também usado para operadoras de telecomunicações para aferir componentes do desempenho, como facilidade de acesso a tom de linha, qualidade do som etc.

QUOTA - O mesmo que cota. É a fração de um fundo. Todo o patrimônio de um fundo é, na verdade, a soma de cotas que foram compradas por diferentes investidores.

RADIOCOMUNICAÇÃO - Telecomunicação por meio de ondas de rádio.

RAMAL DE PABX - Terminal interno conectado a um PABX, fazendo parte de seu plano de numeração.

RATING - Expressão em inglês que designa as agências que se dedicam à classificação de risco de um banco, de um país ou de um ativo.

RDB - Sigla para Recibo de Depósito Bancário. Tipo de aplicação em renda fixa, cujo rendimento é uma taxa de juros previamente combinada e negociável diretamente com o banco. O RDB não permite retirada antecipada dos recursos aplicados, nem negociação em mercado secundário.

REAL OU R$ - A moeda corrente no Brasil.

RECIBO DE SUBSCRIÇÃO - Documento que comprova o exercício do direito de subscrição, passível de ser negociado em bolsas de valores.

RECURSOS DE TERCEIROS - Expressão habitualmente empregada por profissionais do mercado financeiro para designar valores de propriedade de outras empresas ou pessoas.

REDE - Conjunto de centros de comutação, equipamentos e meios de transmissão de prestadora, utilizados como suporte à prestação do STFC. O equipamento de transmissão pode basear-se em fibra ótica, cabo metálico ou em conexões de rádio ponto-a-ponto.

REGIÃO I - Área geográfica correspondente aos Estados do Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espírito Santo, Bahia, Sergipe, Alagoas, Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte, Ceará, Piauí, Maranhão, Pará, Amazonas, Roraima e Amapá (exceto o Setor 3, que corresponde a 57 municípios do Triângulo Mineiro e do Alto Paranaíba no Estado de Minas Gerais).

REGIÃO II - Área geográfica correspondente ao Distrito Federal e aos Estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Goiás, Tocantins, Rondônia e Acre (exceto pequenas áreas nos Estados de Goiás, Mato Grosso do Sul e Paraná).

REGIÃO III - Área geográfica correspondente ao território do Estado de São Paulo.

REGIÃO IV - Área geográfica correspondente a todo o território nacional.

REGIÃO OU REGIÕES - Área do território brasileiro delimitada pelo PGO para fins de concessão do STFC.

REGIME PRIVADO - Regime de prestação de serviços de telecomunicações prestado mediante a outorga de autorização pela ANATEL.

REGIME PÚBLICO - Regime de prestação de serviços de telecomunicações prestado mediante a outorga de uma concessão ou permissão, com atribuição à sua prestadora de obrigações de universalização, qualidade e continuidade.

REGISTRO DE CHAMADA - Informação sobre uma chamada (ramal ou posição, duração, hora do dia, número discado) registrada por um sistema de PABX ou DAC. Esses registros são a base dos softwares de gerenciamento de call center e de telecomunicações.

REGISTRO EM BOLSA - Inscrição necessária para que uma empresa tenha suas ações admitidas à cotação em uma bolsa de valores. O registro depende do cumprimento de uma série de normas estabelecidas pela bolsa, entre elas ter registro de companhia aberta na CVM e de prévia autorização para venda dos valores mobiliários..

REGULAMENTO GERAL DE INTERCONEXÃO - Regulamento Geral de Interconexão aprovado pela Resolução ANATEL nº 410, de 11 de julho de 2005.

REGULAMENTO - Conjunto de regras, ou disposições, estabelecido para que as leis sejam executadas, efetivando-se as determinações legislativas.

REMESSA DE LUCROS - Nome dado a uma remessa de lucro enviada para o exterior por uma empresa multinacional instalada em um país.

RENDIMENTO BRUTO - Em aplicações financeiras, é o conjunto de ganhos obtidos numa operação antes do desconto do Imposto de Renda.

RENDIMENTO LÍQUIDO - Em aplicações financeiras, é o conjunto de ganhos obtidos numa operação após o desconto do Imposto de Renda.

RENDIMENTO NOMINAL - Conjunto de ganhos obtidos numa operação sem descontar as perdas decorrentes da inflação.

RENDIMENTO REAL - Conjunto de ganhos obtidos numa operação já descontadas as perdas com a inflação.

RENTABILIDADE - Taxa de retorno de um investimento.

RESGATE - Ato de pagamento de um título (duplicata, nota promissória etc.) ou de recebimento de uma aplicação.

RFB - Receita Federal do Brasil.

RISCO - É a possibilidade de as coisas não saírem como planejado. Grau de incerteza da rentabilidade (retorno) de um investimento.

ROAMING - Obtenção de conectividade em telefonia móvel, em redes fora da Área Local de registro de um determinado usuário. A rede que está sendo acessada pode ou não pertencer à prestadora de serviços de telefonia móvel com a qual o usuário está registrado.

SALA DE NEGOCIAÇÕES - Local adequado ao encontro dos representantes de corretoras de valores e à realização, entre eles, de transações de compra e venda de ações/opções, em mercado livre e aberto. O pregão à viva voz foi encerrado na BOVESPA em 2005.

SCM - Serviço de Comunicação Multimídia.

SDT - Módulo de Distribuição de Títulos, administrado e operacionalizado pela CETIP.

SEC - Sigla para Securities and Exchange Commission. É o órgão regulador do mercado de capitais norte-americano, equivalente à CVM.

SELIC - Sigla para Sistema Especial de Liquidação e Custódia. É o sistema do Banco Central no qual apenas as instituições credenciadas no mercado financeiro têm acesso. A função do Selic é registrar os negócios com títulos públicos federais, receber o título do vendedor, transferi-lo ao comprador e fazer a liquidação financeira.

SERVIÇO DE LINHA DEDICADA OU SLD - Serviço prestado por concessionária de STFC, com a utilização de linhas dedicadas, destinado a atender a um único usuário ou a um grupo fechado de usuários.

SERVIÇO DE TELEFONIA CELULAR - Serviço de telefonia móvel prestado por meio de uma rede de estações radiobase interconectadas de baixa freqüência, cada uma das quais cobrindo uma pequena célula geográfica dentro da área total de serviço do sistema de telefonia celular.

SERVIÇO TELEFÔNICO FIXO COMUTADO, SERVIÇO DE TELEFONIA FIXA COMUTADA OU STFC - Serviço de telecomunicações que, por meio de transmissão de voz e de outros sinais, destina-se à comunicação entre pontos fixos determinados, utilizando processos de telefonia. São modalidades do Serviço Telefônico Fixo Comutado destinado ao uso público em geral o serviço local, o serviço de longa distância nacional e o serviço de longa distância internacional, nos termos definidos no Plano Geral de Outorgas.

SERVIÇOS DE BANDA LARGA - Serviços caracterizados por velocidade de transmissão de 2 Mbps ou mais. De acordo com os padrões internacionais, estes serviços dividem-se em duas categorias: (i) serviços interativos, inclusive videotelefone/videoconferência (tanto ponto-a-ponto como multiponto); videomonitoração; interconexão de redes locais; transferência de arquivos; CAD; fax de alta velocidade; e-mail para transmissão de imagens móveis e documentos mistos; videotexto de banda larga; vídeo por solicitação; recuperação de programas de áudio ou de imagens fixas e móveis; e (ii) serviços de transmissão como, por exemplo, programas de áudio, programas de televisão (inclusive TV de alta definição e TV paga) e aquisição seletiva de documentos.

SERVIÇOS DE LONGA DISTÂNCIA - Qualquer Serviço Intra-regional (Inter-setorial e Intra-setorial), Inter-regional e/ou Internacional.

SERVIÇOS DE VALOR AGREGADO - Tipo de serviço com grau mais alto de funcionalidade do que os demais serviços de transmissão oferecidos por uma rede de telecomunicações.

SERVIÇOS INTER-ESTADUAIS - Serviços Telefônicos Fixos Comutados na modalidade Local realizados entre Estados dentro da região de atuação da Companhia ou da região de atuação da Brasil Telecom, conforme o caso. Serviços Internacionais Telefonia Fixa prestada na modalidade de Serviços de Longa Distância Internacional e de transmissão de dados, destinados à comunicação entre um ponto fixo situado no território nacional e outro ponto no exterior.

SERVIÇOS INTER-REGIONAIS - Serviços Telefônicos Fixos Comutados na modalidade Longa Distância Nacional, destinados à comunicação entre pontos fixos situados em áreas locais distintas no território nacional, originadas em uma Região e terminadas em outra Região do Plano Geral de Outorgas.

SERVIÇOS INTRA-ESTADUAIS - Serviços Telefônicos Fixos Comutados na modalidade de Serviços de Longa Distância nacional realizados entre localidades dentro de um Estado na Região de atuação da Brasil Telecom, conforme o caso.

SERVIÇOS INTRA-REGIONAIS - Serviços Telefônicos Fixos Comutados na modalidade Longa Distância Nacional, destinados à comunicação entre pontos fixos situados em áreas locais distintas no território nacional, originadas e terminadas dentro de uma mesma Região do Plano Geral de Outorgas (abrange os Serviços Intra-setoriais e os Serviços Inter-setoriais).

SERVIÇOS LOCAIS - Serviços Telefônicos Fixos Comutados na modalidade Local. Destinam-se à comunicação entre pontos fixos situados em uma mesma Área Local.

SERVIÇOS VIA SATÉLITE - Serviço de telecomunicações executado via satélite, para, dentre outras finalidades, ligações com países que não podem ser alcançados por cabo ou oferecer uma alternativa aos cabos e formar redes fechadas de usuários.

SFN - Sigla para Sistema Financeiro Nacional. Conjunto de instituições e instrumentos financeiros que possibilita a transferência de recursos e cria condições para que títulos e valores mobiliários tenham liquidez no mercado financeiro.

SISBACEN - Sigla para Sistema de Operações, Registro e Controle do Banco Central. Instrumento de comunicação computadorizado que interliga o Banco Central com as instituições financeiras.

SISTEMA TELEBRÁS - Conjunto de empresas de telefonia fixa e celular anteriormente controlada pela Telebrás que foram alienadas no processo de privatização, além do Centro de Pesquisa e Desenvolvimento, que prestavam todos os serviços de telecomunicações atualmente prestados pelas companhias resultantes da Cisão Telebrás e suas operadoras controladas.

SMART PHONE - Terminal de telefonia móvel, do padrão GSM, desenvolvido para facilitar a recepção de e-mails, faxes e telas de intranet no visor dos aparelhos. Possui pequeno teclado e software que faz a ligação direta do telefone com serviços ou aplicações específicos.

SMP - Serviço de Telefonia Móvel Pessoal.

SMS - (Short Message Service) Serviço de mensagem de texto que habilita mensagens curtas a serem enviadas ou transmitidas de um telefone celular. Similar ao email, no SMS as mensagens são armazenadas e direcionadas a servidores SMS, o que significa que as mensagens podem ser recuperadas mesmo que o assinante celular não esteja disponível para recebê-las.

SND - Módulo Nacional de Debêntures, administrado e operacionalizado pela CETIP.

SOCIEDADE ANÔNIMA - Sociedade que tem o capital dividido em ações. Os direitos e responsabilidades de seus acionistas estão limitados ao valor de emissão das ações subscritas ou adquiridas.

SOCIEDADE CORRETORA - É a instituição do sistema financeiro que age como intermediária nas transações entre os investidores e a bolsa de valores. Instituição do sistema financeiro que opera no mercado de capitais, com títulos e valores mobiliários, em especial no mercado de ações.

SOCIEDADE DISTRIBUIDORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS - Opera no mercado aberto, de acordo com as normas exigidas pelo Banco Central, intermediando a colocação e a emissão de capital no mercado, através da subscrição isolada ou em consórcio da emissão de títulos e valores mobiliários para revenda.

SPREAD - Como é designada a diferença entre o preço de compra e o de venda de um título ou de uma moeda. No caso da taxa de juro, a diferença está entre a taxa de empréstimo cobrada pelos bancos dos tomadores de crédito e a taxa de captação paga aos clientes.

SRTT - Serviço de Rede de Telecomunicações de Transporte.

STAKEHOLDERS (Partes interessadas): indivíduos ou entidades que assumam algum tipo de risco, direto ou indireto, em face da sociedade. São elas, além dos acionistas, os empregados, clientes, fornecedores, credores, governos, entre outros.

STF - Supremo Tribunal Federal.

STJ - Superior Tribunal de Justiça.

SUBSCRIÇÃO - Aquisição de títulos ou valores mobiliários de emissão de uma sociedade, em dinheiro ou bens para a formação ou aumento do capital.

SUPERÁVIT COMERCIAL - Situação na qual o valor das exportações supera o valor das importações de um país.

SUPERÁVIT PRIMÁRIO - Refere-se ao valor que o governo gasta a menos do que arrecada, excluído pagamento de juros da dívida pública.

SWITCH - Dispositivo de hardware cuja função é a comutação de chamadas e/ou mensagens de variados tipos em uma central telefônica ou rede de computadores.

SWITCHES - Dispositivos que filtram e encaminham pacotes entre segmentos de redes locais, operando na camada de enlace (camada 2) do modelo OSI (Open Systems Interconnection, ou Interconexão de Sistemas Abertos).

SWITCHES GATEWAY - Dispositivo utilizado para promover a interligação entre redes e equipamentos de fabricantes diferentes.

SWITCHING - Método de comunicação no qual os dados são encaminhados entre os hosts (qualquer máquina ou computador conectado a uma rede).

TAKE OVER - Processo de aquisição do controle societário de uma empresa por outro grupo, através da compra em bolsa de valores de ações da empresa. Pode ser amigável, quando há acordo prévio entre as partes.

TARIFA - Valor fixado prévia e unilateralmente pela administração pública, correspondente à importância a ser paga por usuários facultativos de bens ou serviços a eles fornecidos pela administração pública, direta ou indiretamente através de entidades autorizadas, concessionários, ou permissionárias, em regime de exclusividade ou de competição limitada.

TARIFA DE ASSINATURA BÁSICA - Não constitui serviço de comunicação propriamente dito. Ela se caracteriza como sendo retribuição paga à concessionária para que o serviço de comunicação fique disponibilizado.

TARIFAÇÃO - É o processamento dos dados fornecidos pela bilhetagem, quando houver o valor monetário de chamada.

TAXA DE ADMINISTRAÇÃO - Valor pago pelos cotistas de um fundo ao administrador como remuneração pelo serviço prestado.

TAXA DE CÂMBIO - Valor pago na conversão entre duas moedas.

TAXA DE CUSTÓDIA - Em fundos de investimento, é o valor cobrado por um custodiante para a guarda, liquidação e administração de proventos dos ativos que compõem o fundo.

TAXA DE PERFORMANCE - Valor cobrado pelo administrador sobre a parcela da rentabilidade do fundo de investimento que tiver variação acima do índice estabelecido como referência. Também pode ser cobrada além da taxa de administração.

TCA - Tarifação por Chamada Atendida.

TDMA - Time - Division Multiple Access (Acesso Múltiplo por Divisão de Tempo) - padrão digital de telefonia celular baseado em TDM. Cada canal TDMA americano tem a mesma largura de banda dos canais AMPS, 30 KHz, e é usado por três assinantes. O sinal digitalizado de cada assinante, de 64 Kbps, é comprimido para 8 Kbps por vocoders (padrão IS-54). Depois, o sinal comprimido dos três assinantes é transmitido pelo mesmo canal, um de cada vez. Os padrões TDMA IS-54 e IS-136, portanto, aumenta em três vezes a capacidade do padrão AMPS. O padrão IS-136 difere do IS-54 pela introdução de um canal de controle digital.

TED - Sigla para Transferência Eletrônica Disponível. Uma nova forma de transferência de recursos, na qual, através de um meio eletrônico, é possível transferir recursos diretamente em conta corrente e em tempo real.

TELEBRÁS - Telecomunicações Brasileiras S.A.

TELECOMUNICAÇÃO - Transmissão, emissão ou recepção, por fio, radioeletricidade, meios ópticos ou qualquer outro processo eletromagnético, de símbolos, caracteres, sinais, escritos, imagens, sons ou informações de qualquer natureza.

TELECONFERÊNCIA - Facilidade que permite a conexão de vários ramais e telefones externos para conversação simultânea.

TELEFONIA FIXA - Sistema de telefonia convencional constituído por telefones fixos, interligados à central telefônica por meio de um par de fios de cobre ou mesmo por ondas de rádio, como ocorre no WLL.

TI - Tecnologia da Informação.

TÍTULO DE AÇÃO - Pessoa (física ou jurídica) que detém a propriedade de uma ou mais ações.

TÍTULO PÓS-FIXADO - Título cuja rentabilidade não é conhecida antecipadamente, sendo determinada geralmente a partir de um indexador.

TÍTULO PREFIXADO - Título cuja rentabilidade é conhecida antecipadamente, desde o momento da aplicação.

TÍTULOS CAMBIAIS - São papéis que o Banco Central vende com o compromisso de pagar a variação do dólar (mais uma taxa de juro predefinida) até o seu prazo de vencimento. São utilizados para proteger um investimento das oscilações futuras no preço de uma moeda estrangeira, mas não representam proteção perfeita, já que estão sujeitos à tributação.

TÍTULOS PÚBLICOS - São títulos emitidos pelos governos federal, estadual ou municipal.

TJLP - Sigla para Taxa de Juros de Longo Prazo. Indexador oficial para operações financeiras, calculado sobre a lucratividade média dos Títulos da Dívida Externa emitidos pelo Brasil, bem como, quando de sua emissão no mercado primário, as dos Títulos da Dívida Pública Mobiliária Interna Federal. É a taxa utilizada para corrigir financiamentos feitos junto ao BNDES.

TOPOLOGIA - Topologia ou arquitetura. É o modo pelo qual as várias partes de um sistema são dispostas e interligadas. Por exemplo: há a topologia em anel, assim como a centralizada. Embora a topologia seja arbitrária, em geral reflete o avanço tecnológico da época em que um sistema foi concebido.

TR - Sigla para Taxa Referencial de Juros, criada em 1991, no Plano Collor II. Para o cálculo da TR, o Banco Central usa uma amostra das 30 maiores instituições financeiras do País, pelo volume de captação de depósitos a prazo de cada uma delas. O valor da TR é calculado a partir da remuneração mensal média dos CDBs e RDBs, emitidos pelos bancos que compõem a amostra.

TRÁFEGO - Quantidade de informações/pacotes que circulam em uma rede.

TRANSFERÊNCIA DE CHAMADA - É um serviço disponível ao usuário que, automaticamente, transfere as chamadas para um outro número programado.

TRONCO - Enlace de comunicações de múltiplos canais usado para conectar dois pontos de comutação, o primeiro numa rede ou central telefônica e o segundo numa central privada. Também chamado de linha, linha de comutação ou circuito.

TRT - Tribunal Regional do Trabalho.

TRUNKING - Serviço não aberto à correspondência pública, que utiliza sistema de radiocomunicação basicamente para a realização de operações tipo despacho. O mesmo que serviço móvel ou sistema troncalizado.

TST - Tribunal Superior do Trabalho.

TTM - Tempo de Tarifação Mínima.

UNBUNDLING - Desagregação de elementos de rede das concessionárias do STFC, através da qual é garantido a todas as prestadoras de serviços de telecomunicações de interesse coletivo a utilização de elementos de rede das concessionárias para acesso ao terminal do usuário ou assinante de serviços de telecomunicações.

UNDERWRITERS - Instituições financeiras especializadas em operações de lançamento de ações no mercado primário. No Brasil, tais instituições são, em geral, bancos múltiplos ou bancos de investimento, sociedades distribuidoras e corretoras que mantêm equipes formadas por analistas e técnicos capazes de orientar os empresários, indicando-lhes as condições e a melhor oportunidade para que uma empresa abra seu capital ao público investidor, por meio de operações de lançamento.

UNDERWRITING - Termo em inglês que significa "subscrição" e denomina o lançamento de ações ou debêntures para subscrição pública. A colocação desses títulos é feita por instituições financeiras autorizadas a intermediar operações de lançamento de ações no mercado primário.

UNIDADE GERADORA DE RECEITA OU UGR - Cliente que gera receita em qualquer dos serviços Oi Fixo e/ou Oi Móvel e/ou Oi Velox e/ou Oi TV. Um único cliente que usa os quatro serviços resulta em quatro UGRs.

UNIVERSALIZAÇÃO - Obrigação atribuída às prestadoras de serviços de telecomunicações no regime público, que objetiva possibilitar o acesso de qualquer pessoa ou instituição de interesse público a serviços de telecomunicações, independentemente de sua localização ou condição sócio-econômica, bem como permitir a utilização das telecomunicações em serviços essenciais de interesse público.

UPSELLING - Venda de produtos/serviços mais sofisticados para um cliente que já possui um produto/serviço da mesma linha (exemplo: venda de velocidades maiores para um cliente que já tem banda larga).

UPSTREAM - Velocidade de envio na transmissão de dados.

US GAAP- Princípios contábeis geralmente aceitos nos Estados Unidos da América.

USUÁRIO - Qualquer pessoa que se utiliza de serviços de telecomunicações, independentemente de contrato de prestação ou inscrição junto à Prestadora.

VALOR AGREGADO - É a diferença de valor que se adicionou a um produto, em nova etapa de produção.

VALOR DE MERCADO - O valor que um titular receberia por um ativo, caso este ativo fosse vendido na data de hoje no mercado.

VALOR FUTURO - Valor do capital incorporado os juros de um ou vários períodos.

VALOR MOBILIÁRIO - Investimento em dinheiro ou em bens suscetíveis de avaliação monetária, realizado pelo investidor em razão de uma captação pública de recursos, que fornece capital de risco a um empreendimento, em que ele, o investidor, não tem gerência direta, mas espera obter ganho ou benefício futuro. No caso de um fundo de investimento, o desempenho da aplicação vai depender do esforço do gestor.

VALOR NOMINAL DA AÇÃO - Valor estabelecido no estatuto social de uma empresa e atribuído a uma ação representativa de seu capital.

VALOR PATRIMONIAL DA AÇÃO - Resultado da divisão entre o patrimônio líquido e o número de ações da empresa.

VALOR PRESENTE - Valor atual descontado a uma taxa de juros de um fluxo de pagamento ou recebimentos futuros..

VALOR UNITÁRIO DA AÇÃO - Quociente entre o valor do capital social realizado de uma empresa e o número de ações emitidas.

VARIAÇÃO CAMBIAL - Percentual divulgado que indica a variação da taxa de câmbio num determinado período.

VC - Valores de comunicação, por minuto.

VC1 - Valor de comunicação aplicável para chamadas locais feitas a partir de telefones móveis e a partir de telefones fixos para celulares.

VC2 - Valor de comunicação aplicável para as chamadas em que o usuário originador e o receptor estiverem em áreas de tarifação diferentes, porém ambos dentro da mesma área de numeração primária.

VC3 - Valor de comunicação aplicável para as chamadas em que o usuário originador e o receptor estejam em áreas de numerações primárias diferentes.

VCA - Valor por Chamada Atendida.

VELOCIDADE MÉDIA DE RESPOSTA - Estatística dos sistemas de DAC que afere quanto tempo, em média, o chamador fica em espera até que sua chamada seja atendida por um agente. Trata-se de uma referência importante, que em muitos call centers é utilizada pra dar idéia da qualidade do serviço a qualquer momento.

VELOX OU OI VELOX - Serviço de banda larga disponibilizado pela Companhia que proporciona acesso em alta velocidade à Internet.

VGBL - Sigla para Vida Gerador de Benefício Livre. É um Plano de Previdência Privada sem a cobrança mensal do Imposto de Renda. O tributo será cobrado quando você começar a receber o benefício como aposentadoria ou sacar o dinheiro aplicado antes do prazo que você estabeleceu para começar a fazer os resgates.

VIDEOCONFERÊNCIA - Sessão de comunicação em vídeo entre duas ou mais pessoas distantes geograficamente. A partir da integração com redes de computadores, os equipamentos permitiram uma série de aplicações. O usuário pode combinar ferramentas de vídeo e aplicativos de informática. Na parte de transmissão, existem mais opções em banda largas e com maior disponibilidade de linhas RDSI.

O fato de ter grande definição de som e imagem e a ausência de delay (falta de sincronia entre voz e movimento) tem facilitado a conquista de adeptos.

VIVA-VOZ - Também conhecido como "Hands-Free", permite o uso do telefone sem precisar pegá-lo.

VOIP - Voice Over IP, ou Voz Sobre IP - tecnologia de transmissão de voz em redes (inclusive a internet) com base em protocolo IP.

VOLATILIDADE - É o grau médio de oscilação do valor das cotas de um fundo, na cotação de um ativo ou valor mobiliário, num determinado período. Alta volatilidade significa uma tendência a fortes variações e também mais liquidez. Medida de risco que um fundo apresenta com relação às cotas diárias.

VOLUME DE CHAMADAS - Número de chamadas que podem ser processadas por um sistema de DAC dentro de determinado período. Número de chamadas que chegam a um call center, em dado intervalo de tempo.

VOTO - Direito que tem o proprietário de ações ordinárias (ou preferenciais não destituídas dessa faculdade) de participar das deliberações nas assembléias gerais.

VPN - (Virtual Private Network) VPN ou Rede Privada Virtual é uma rede privada (rede corporativa, por exemplo) construída sobre a infra-estrutura de uma rede pública (recurso público, onde não há controle sobre o acesso de dados), normalmente a Internet. Ou seja, ao invés de se utilizar links dedicados ou redes de pacotes (como X.25 e FrameRelay) para conectar redes remotas.

VU-M - Valor de uso móvel da rede da Operadora de Celular que a Operadora de Telefonia Fixa paga para uma chamada de Fixo para Móvel (tarifa de interconexão).

WALL STREET - O termo designa a comunidade financeira de Nova York. É também o nome da rua, em Manhattan, onde estão a Bolsa de Valores de Nova York, várias bolsas de mercadorias e as sedes dos principais bancos.

WAP - Wireless Application Protocol ou protocolo para aplicações sem fio. É um padrão internacional para aplicações que utilizam comunicações de dados digitais sem fio.

WIMAX - Worldwide Interoperability for Microwave Access, ou Interoperabilidade Mundial para Acesso de Micro-ondas - tecnologia de transmissão de dados em redes sem fios, que oferece conectividade em Banda Larga para uso doméstico e corporativo.

WIRELESS - Expressão genérica que designa sistemas de telecomunicações nos quais as ondas eletromagnéticas - e não fios - se encarregam do transporte dos sinais.

WLL - Sigla de Wireless Local Loop. Padrão de comunicação sem fio em telefonia fixa. Conexão sem fio a uma rede de telefônica fixa.

xDSL - Digital Subscriber Line. Tecnologia de transmissão que transporta informações digitais por meio de pares de fios de cobre existentes. As taxas de transferência dependem da variação do sistema que se usa (exemplos: ADSL, HDSL, VDSL, SDSL).

(¹) This translation is still subject to the auditors review

X

X